Sociedade

SELEÇÃO BRASILEIRA

Bolsonaro usa jogo do Brasil para fazer propaganda de governo

quinta-feira 15 de outubro| Edição do dia

Foto: Buda Mendes/ Reuters

Bolsonaro e a Secretária de Comunicação do governo usaram a partida de ontem entre Brasil e Peru para entrar num campo espinhoso de enfrentamento com a Rede Globo: transmissão de jogos de futebol.

Até pouco tempo antes da partida iniciar o jogo só seria transmitido por uma plataforma paga de streaming. Isso porque a Globo não comprou os direitos de transmissão por achar o preço cobrado pela Federação Peruana de Futebol, dona dos direitos por ser mandante do jogo, caro demais. A Globo adquiriu o direito de transmitir os jogos do Brasil quando mandante, ou seja, 9 jogos dessas Eliminatórias da Copa do Mundo.

O arranjo feito para a transmissão do jogo pela TV Brasil foi costurado também pelo presidente da CBF Rogério Caboclo, que mantém boas relações com Bolsonaro. Assim, a tv estatal montou de última hora uma equipe para a transmissão da partida.

Com a partida ainda em andamento no primeiro tempo o narrador André Marques mandou um abraço ao presidente Bolsonaro e para Rogério Caboclo também. No intervalo do jogo, houve repercussão da sanção, por Bolsonaro, do projeto que mudou as regras da CNH e da audiência pública do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre o Pantanal no Senado.

No segundo tempo, o narrador voltou a fazer uma saudação oficial e ainda leu uma nota: "Em nome da Secretaria Especial de Comunicação Social da Empresa Brasil de Comunicação e do secretário Fábio Wajngarten, agradecemos à CBF, nas pessoas do presidente Rogerio Caboclo, do secretário-geral Walter Feldman e do diretor Eduardo Zerbini. E um abraço especial também ao presidente Jair Bolsonaro, que está assistindo ao jogo".

A Rede Globo faz parte da ala golpista da mídia que tenta disciplinar Bolsonaro. Bolsonaro tem interesse em favorecer outras mídias como SBT e Record, onde já fez diversas participações em programas de Silvio Santos, Ratinho e mantém uma boa relação com Edir Macedo e a cúpula da Igreja Universal. No fim das contas, essas duas alas da burguesia tem o mesmo interesse: preservar o lucro dos patrões e atacar o direito dos trabalhadores!




Tópicos relacionados

Golpistas   /    Tv Globo   /    Jair Bolsonaro   /    Futebol   /    Sociedade

Comentários

Comentar