AUTORITARISMO

Bolsonaro triplicou o uso da repressiva Lei de Segurança Nacional, resquício da ditadura

Levantamento mostrou que o número de inquéritos abertos pela Polícia Federal com base na Lei de Segurança Nacional (LSN) aumentou 285% em 2019 e 2020, no governo Bolsonaro, na comparação com 2015 e 2016.

sexta-feira 19 de março| Edição do dia

Foto: Marcos Corrêa/PR

Segundo dados levantados pelo jornal O Estado de São Paulo, foram 77 inquéritos com base na LSN nos dois primeiros anos de Bolsonaro, contra 20 inquéritos entre 2015 e 2016, nos governos de Dilma e Temer.

Veja também: Polícia Federal prende 4 manifestantes em Brasília com faixa dizendo “Bolsonaro Genocida”

A LSN é um resquício da ditadura militar, e sua aplicação para perseguir opositores do governo Bolsonaro veio à luz recentemente com a intimação ao youtuber Felipe Neto, a prisão de 4 manifestantes em Brasília e a intimação de 25 pessoas em Uberlândia.

Veja também: A serviço de Bolsonaro, PF persegue e intima 25 pessoas em Uberlândia

O uso deste dispositivo é mais um avanço autoritário deste regime contra os mais básicos direitos democráticos de manifestação.

Veja também: A LSN, o legado da ditadura e a necessidade de uma Constituinte Livre e Soberana




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas   /    Bolsonaro   /    Família Bolsonaro   /    Repressão policial   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Militares na política   /    Governo Bolsonaro   /    Polícia Federal   /    Jair Bolsonaro   /    STF   /    Repressão

Comentários

Comentar