×

Bolsonaro e PF | Bolsonaro presta depoimento à PF em inquérito que investiga interferência no órgão

Na noite de ontem (3), o presidente prestou depoimento presencial para a Polícia Federal, em Brasília, no âmbito do inquérito que apura se ele interferiu indevidamente na PF.

quinta-feira 4 de novembro | Edição do dia

Este inquérito foi aberto pelo STF em abril do ano passado, a pedido da PGR, tendo como base denúncias feitas pelo lavajatista Sérgio Moro, que na época havia acabado de sair do ministério da Justiça e Segurança Pública, alegando que o motivo de sua saída se deu por tentativa de Bolsonaro de interferir em investigações da PF, cobrando a troca do então diretor-geral da corporação Maurício Valeixo, indicado pelo próprio Moro.

Para relembrar: Moro renuncia abrindo imensa crise no governo Bolsonaro

Alexandre de Morais, do STF, tinha dado prazo de 30 dias para que a PF tomasse o depoimento presencial de Bolsonaro.

Durante o depoimento Bolsonaro respondeu às perguntas e confirmou que havia pedido a Moro que trocasse o diretor-geral da PF-RJ, porém afirmou que isso não se deu devido a qualquer insatisfação ou falta de confiança com o trabalho realizado por Valeixo, mas sim apenas por "uma falta de interlocução", e que com esta troca “nunca teve como intenção, com a alteração da direção-geral da PF, obter informações privilegiadas de investigações sigilosas ou de interferir no trabalho de Polícia Judiciária ou obtenção diretamente de relatórios produzidos pela Polícia Federal”.

O presidente também afirmou que sugeriu a nomeação de Alexandre Ramagem, atual diretor da Abin, para o cargo de chefe da PF-RJ, nomeação que Moro, segundo contou Bolsonaro no depoimento, teria aceitado caso ele indicasse o Ministro da Justiça ao STF.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias