×

Fake News | Bolsonaro mente sobre economia e sua popularidade no G20

Em conversa com seu amigo reacionário turco Erdogan, Bolsonaro falou que gozava de alta popularidade e que a economia estava indo super bem.

sábado 30 de outubro | Edição do dia

As fake news de Bolsonaro já são um método de praxe. Não satisfeito em propagá-las em seus discursos, lives e em mensagens do whatsapp, o atual mandatário também faz isso em rodas de conversas com outros presidentes.

No encontro do G20, que está ocorrendo na Itália, Bolsonaro falou para Erdogan que no Brasil está "Tudo bem. A economia voltando bem forte" e que tem "apoio popular muito grande". No Brasil de verdade, longe das fake news de Bolsonaro, o que vemos é o desemprego nas alturas e a fome entrando em milhares de lares brasileiros, com cenas como a fila do osso e até a fila do lixo. Ao mesmo tempo, a popularidade do
presidente é a mais baixa desde o início do mandato.

Continuando seu cinismo, disse que tem "uma boa equipe de ministros". "Não aceitei indicação de ninguém. Foi eu que botei todo mundo. Prestigiei as Forças Armadas. Um terço dos ministros [é de] militares profissionais. Não é fácil. Fazer as coisas certas é mais difícil." Apesar disso, vemos Bolsonaro se esforçando para encaixar o centrão em seus ministérios.

Por último, o grande fato que chocou a grande mídia é que Bolsonaro disse "Petrobras é um problema. Mas estamos quebrando monopólios, com uma reação muito grande. Há pouco tempo era uma empresa de partido político. Mudamos isso." Que a privatização da Petrobrás é um absurdo, um entreguismo deslavado dos recursos naturais às grandes petrolíferas imperialistas e que aí está radicado o custo altíssimo dos combustíveis é verdade. Agora, o grande fato que choca a grande mídia é que a privatização está mais lenta que desejam.

Veja aqui: O verdadeiro motivo dos combustíveis estarem tão caros




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias