×

Provocações golpistas | Bolsonaro leva tanques ao Planalto para pressionar a votação da PEC do voto impresso

A ordem para que o desfile de um comboio com tanques e lança-mísseis seja adiantado e passe pelo Planalto hoje (10), antes da votação, saiu do próprio Palácio do Planalto e do Ministério da Defesa, na sexta-feira passada.

terça-feira 10 de agosto | Edição do dia

A chamada operação Formosa que ocorre todos os anos desde 1988 terá uma trajetória nova nesta terça (10), pela primeira vez irá parar na frente do Palácio do Planalto. Apesar de Lira afirmar que o fato é uma “trágica coincidência”, o novo trajeto da Marinha se dá bem no dia da votação da PEC pelo voto impresso, que é apoiada por oficiais da reserva das Forças Armadas. Não foi nem de longe uma coincidência, visto que o pedido para o desfile passar pelo Congresso e ficar cara a cara com o Planalto saiu do próprio Palácio do Planalto e também do Ministério da Defesa.

Operação Formosa tem gasto milionário e prepara fuzileiro para invadir favela e reprimir atos

O comboio que passará ao lado do Congresso saiu do Rio de Janeiro uma semana antes de começar o treinamento para a operação e, segundo a Marinha, possui o objetivo de entregar pessoalmente um convite para Jair Bolsonaro participar do treinamento. Convenientemente, o convite será entregue no mesmo dia da votação da PEC do voto impresso. Não contentes em publicarem nota oficial reivindicando o voto impresso, as cúpulas das Forças Armadas mandam blindados desfilarem aos arredores do Palácio do Planalto em uma clara demonstração de apoio a Bolsonaro e sua guinada golpista sobre as eleições do ano que vem.

Tanto Lira quanto Bolsonaro se fazem de desentendidos e afirmam que o fato não é de forma alguma uma pressão da Forças Armadas na votação, mas uma simples coincidência. Contudo, essa versão oficial foi desmentida e o fato é sim uma ordem política que saiu do próprio Bolsonaro e seu ministério da Defesa. Há tempos que militares do alto escalão flertam com as falas golpistas de Bolsonaro e não é para menos, pois foram e são super privilegiados pelo presidente, com inúmeros cargos, investimentos, verbas e regalias que beiram o absurdo enquanto a população faz fila do osso para não morrer de fome.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias