×

Ataques aos indígenas | Bolsonaro inicia obras do linhão do Tucuruí, que irá invadir terras indígenas

Em evento em Roraima, Bolsonaro colocou a pedra fundamental que abre a obra para a construção do linhão do Tucuruí. O projeto da linha de transmissão passa por dentro do território do povo Waimiri-Atroari, que são contra a construção.

quarta-feira 29 de setembro | Edição do dia

(Foto: Reprodução/TV Brasil)

A linha de transmissão que liga os estados do Amazonas e de Roraima foi licitada pelo governo federal em 2011, mas nunca foi construída, pois não recebeu licença do Ibama e da Funai, por passar dentro do território waimiri-atroari.

No entanto, nesta terça (28/09), o Ibama, com autorização da Funai, deu sinal verde para o início das obras. Segundo Harilson Araújo, advogado dos waimiri-atroari, não houve nenhum tipo de acordo dos indígenas com o governo federal.

O território indígena já é cortado pela BR-174. Construída durante a Ditadura, conflitos em torno da rodovia levaram ao extermínio de cerca de 90% da população indígena da área.

Com a construção do linhão do Tucuruí, Bolsonaro faz mais um ataque aos povos indígenas do Brasil, em meio a discussão do Marco Temporal, mas também processos de resistência, como o acampamento que reuniu cerca de 10 mil pessoas em Brasília.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias