×

PRIVILÉGIO | Bolsonaro gastou R$ 1,7 milhão em suas férias de carnaval enquanto população passa fome

Enquanto a população amarga o desemprego e a fome, além do medo da contaminação pela Covid-19, Bolsonaro escancara seus privilégios durante a pandemia.

quarta-feira 26 de maio | Edição do dia

Foto: Dieter Gross/iShoot/Agência O Globo

Bolsonaro, em sua viagem de Carnaval, de 8 a 17 de fevereiro desse ano, enquanto a população vivia um dos piores momentos da pandemia no país, custaram ao cofres públicos a quantia de R$ 1.790.003,92.

Estimasse que foram gastos R$1.013.418 apenas com transporte aéreo do presidente e de sua comitiva e R$74.520,26 com passagens aéreas e diárias em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina, segundo ofício assinado pelo ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional.

O ofício da Secretaria Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência, informou que foram gastos R$702.065,66 no cartão corporativo durante as férias, que incluíam desde transporte até despesas com telefone.

Bolsonaro e sua família já tinha gastando mais de R$ 2 milhões de reais em suas férias de final de ano, e mais uma vez escancaram os seus privilégios enquanto a população vive uma crise sanitária e social, amargando o desemprego, com um auxilio emergencial totalmente insuficiente e sem acesso a vacinação.

Pode te interessar: 1 a cada 4 brasileiros afirmam falta de comida na mesa durante pandemia, segundo Datafolha




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias