Bolsonaro e Crivella, união da extrema direita para atacar os trabalhadores no Rio de Janeiro

Crivella que tenta reeleição no Rio de Janeiro foi autorizado a usar a imagem de Bolsonaro em sua campanha.

terça-feira 29 de setembro| Edição do dia

Bolsonaro que havia se dito "neutro" com relação a campanha para a prefeitura no Rio de Janeiro, disse que não iria reclamar por postagens feitas por Crivella (Republicanos) e Luiz Lima (PSL) que contenham sua imagem.

O prefeito de extrema direita é um dos responsável pelo desastre que se encontra a cidade do Rio de Janeiro, com aumento das mortes por violência policial e também pelas mortes resultado da pandemia do coronavírus. Crivella disse que iria reabrir os estádios para evitar que pessoas fossem a praia, uma mostra do cinismo barato e do descaso com a pandemia, assim como Bolsonaro fez desde o começo da doença no Brasil.

A autorização para o uso da imagem, mostra o apoio de Bolsonaro a Crivella no Rio de Janeiro e o apoio a sua política contra a população carioca. Além disso, Bolsonaro também ofereceu sua imagem para Luiz Lima do PSL, ex-partido de Bolsonaro, outro candidato bolsonarista, Lima publicou um vídeo em que dizia sobre "renovação" no qual aparecem Bolsonaro e Paulo Guedes.

A união da extrema direita nas eleições, juntamente com diversos partidos que se dizem de centro e da direita tradicional tem um objetivo: atacar mais forte os trabalhadores com reformas que pioram o nível de vida da população, enquanto mantém os lucros milionários dos grandes capitalistas.

Para lutar contra a extrema direita nas eleições municipais é preciso travar uma luta nacional contra Bolsonaro, Paulo Guedes e todo o regime podre fruto do golpe institucional, em que também inclui Maia e toda a corja golpista.




Tópicos relacionados

Marcelo Crivella   /    Jair Bolsonaro   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar