×
Rede Internacional

CORRUPÇÃO | Bolsonaro desviou 52 milhões do combate à pandemia para fazer propaganda do seu governo

O dinheiro veio do Orçamento de Guerra, que existe para ser usado em três situações: guerra, comoção interna ou calamidade que é o caso da pandemia. Porém, o governo Bolsonaro usou 52 milhões destinados às campanhas de combate ao vírus em propaganda para enaltecer as ações do presidente.

segunda-feira 14 de junho | Edição do dia

Foto: Marcos Corrêa/PR

Cruzamentos de dados realizados por veículos de imprensa pela LAI (Lei de Acesso à Informação) comprovam o desvio de 52 milhões da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), que deviam ser destinados para “informar a população e minimizar os impactos decorrentes da proliferação da doença”, mas que foram destinados para propaganda de ações do executivo.

A Secom alega no entanto que não houve desvio de recursos e que todas a propagandas veiculadas não fugiram do objetivo de informar e minimizar os impactos da pandemia. Para se ter uma ideia uma das peças publicitárias diz:

"A pandemia do novo coronavírus desafia governos em todo o mundo. No Brasil, nós, do governo federal, trabalhamos para enfrentar o seu avanço e cuidar da saúde da população. Investimos R$ 16 bilhões na compra de respiradores, ventiladores pulmonares, equipamentos de segurança e medicação".

A questão é: em quê uma campanha com esse conteúdo ajuda a mitigar a proliferação do vírus? Em absolutamente nada, senão que essa é uma propaganda descarada do governo federal para tentar diminuir a sua responsabilidade sobre meio milhão de mortos pelo Covid-19 no país.

Leia também:Contra o desemprego e a fome: Lutar por um plano de obras públicas e auxílio de um salário mínimo

Motociata de Bolsonaro contou com apoio de R$75 mil da prefeitura de SP para realização




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias