×

ENEM 2021 | Bolsonaro confirma intervenção em questões do ENEM: "começam agora a ter a cara do governo’

Depois de semana em que servidores do INEP pediram demissões e denunciaram pressões ideológicas na formulação da prova, Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira, que as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) "começam a ter a cara do governo".

segunda-feira 15 de novembro | Edição do dia

Foto: Agência Brasil/Reprodução

"O que eu considero muito também: começam agora a ter a cara do governo as questões da prova do Enem", disse Bolsonaro. "Ninguém precisa ficar preocupado. Aquelas questões absurdas do passado, que caíam tema de redação que não tinha nada a ver com nada. Realmente, algo voltado para o aprendizado." disse o presidente

Essa fala do presidente foi dita durante a Expo 2020 que ocorre em Dubai. É o terceiro dia de viagem de Bolsonaro pelo oriente médio.

Durante a última semana, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo o ENEM, passou por uma crise, em que 37 servidores pediram demissão alegando assédio moral e pressão ideológica.

A intervenção do governo no ENEM é um desejo de Bolsonaro desde que foi eleito. Os próprios funcionários do Inep já relataram que desde o início do governo, Bolsonaro promove uma "caça as bruxas" no instituto, como a comissão em 2019 criada por Bolsonaro para monitorar e censurar questões que não agradasse.

Bolsonaro utiliza disso para atacar tanto os servidores, quanto a educação. O ENEM é um processo que funciona como um filtro social que exclui pobres. Essa crise no INEP e a intervenção de Bolsonaro ocorre no marco de destruição da educação, que atinge principalmente esses setores, que em sua maioria já são excluídos, e que quando conseguem furar o filtro social não têm condições de permanecer.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias