Educação

PRIVATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Bolsonaro avança na privatização com vouchers para creches privadas

Minuta da MP que reformula o Bolsa-Família irá substituir programa de investimento em abertura de vagas de creches públicas por vouchers para pagar mensalidades de creches privadas.

segunda-feira 17 de maio| Edição do dia

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

A MP ainda não foi enviada ao presidente para ser assinada. Em seu texto, está a extinção do Projeto Brasil Carinhoso, que investia na ampliação de vagas de creches para beneficiários do Bolsa-Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC). No seu lugar, será criado um sistema de vouchers de até R$ 250 por mês para pagar mensalidades em creches privadas.

Só poderiam receber o voucher famílias onde só o pai ou só a mãe fossem responsáveis pela criança, e que o responsável consiga um emprego formal. Dessa maneira, milhões de famílias serão excluídas, principalmente em um momento de alta do desemprego.

Os empresários do ensino privado, dispostos a lucrar em qualquer oportunidade, estão de olho no projeto, que representa um mercado potencial de R$ 6,6 bilhões por ano, segundo cálculos do UOL.

A troca de creches públicas por vouchers significa uma maior privatização da educação e uma exclusão de milhares de famílias que não conseguirem achar um emprego formal e que não tem acesso a vagas de creche hoje.




Tópicos relacionados

Privatização da Educação   /    Trabalhadores da educação   /    Crise na Educação   /    luta por creches   /    Ministério da Educação   /    Educação   /    Privatização   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar