Sociedade

BOLSONARO GENOCIDA

Bolsonaro ameaça intervir no IBGE para maquiar o nível recorde de desempregados no Brasil

Com novo recorde no número de desempregados, fruto direto da política de Bolsonaro e dos governadores frente à crise econômica e sanitária, o presidente voltou a ameaçar intervenção no Instituto.

sexta-feira 9 de abril| Edição do dia

Após a divulgação da Pnad Continua indicando um nível de desemprego de 14,2% no último trimestre de 2020, Bolsonaro voltou a ameaçar uma intervenção e manipulação nos dados do IBGE, em entrevista à CNN.

“No meu entender, é o tipo (de metodologia) errado. Pode mudar. É só ver o número de carteiras assinadas mês a mês. Saber se está aumentando e quantos estão na informalidade”, falou o presidente negacionista.

O Brasil registrou cerca de 14 milhões de pessoas desempregadas, batendo um recorde desde que a pesquisa começou a ser feita em 2012. Enquanto isso, a informalidade bate quase 40% e a população abaixo da linha da pobreza triplica na pandemia, atingindo 12,8% dos brasileiros, ou seja, 27 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza.

No meio da pandemia, o governo aprofundou, com apoio do Congresso e do STF, os ataques da reforma trabalhista e das MP’s. Com um auxílio de miséria que não paga nem uma cesta básica, a classe trabalhadora é jogada ao relento para enfrentar o aumento da miséria e da fome.

Pode te interessar: Anuncia o trem da vida: tem gente com fome




Tópicos relacionados

MP da Morte    /    BolsonaroGenocida   /    IBGE   /    Bolsonaro   /    Pobreza   /    MP 936 de Bolsonaro e Paulo Guedes   /    MP da Fome   /    precarização   /    Reforma Trabalhista   /    Desemprego   /    Sociedade

Comentários

Comentar