×

GOLPISMO | Bolsonaro ameaça golpe: ‘Chegou a hora de o Brasil dar um novo grito de independência’

Em ameaça contra os governadores que estabelecem medidas restritivas contra o avanço da pandemia, Bolsonaro diz que “esse suplício está chegando ao fim”.

segunda-feira 26 de abril | Edição do dia

Valter Campanato/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (26), durante discurso na inauguração de um trecho duplicado da BR-101 em Feira de Santana (BA), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que está na hora de o Brasil dar um novo “grito de independência” contra os governadores que estabelecem medidas restritivas contra o avanço da contaminação da covid-19 e disse que “esse suplício está chegando ao fim”.

“Chegou a hora de o Brasil dar um novo grito de independência, de que não podemos admitir alguns pseudo-governadores quererem impor a ditadura no meio de vocês, usando do vírus para subjugá-los”, afirmou.

Em rápida entrevista à imprensa, Bolsonaro foi sucinto em responder às indagações sobre a CPI da Covid que será instalada no Senado nesta terça-feira (27).

“Não estou preocupado porque não devemos nada”, afirmou o presidente sobre a CPI, que irá investigar ações e omissões do governo federal, além de repasses para os estados, durante a pandemia.

No município de Conceição do Jacuípe (102km de Salvador), o presidente voltou a criticar os governadores e, novamente, ameaçou usar os militares para impedir a adoção de medidas restritivas. Afirmou que o papel das Forças Armadas é garantir o cumprimento da Constituição.

“[Os governadores] estão seguindo o artigo quinto da Constituição? Está sendo respeitado o direito de ir e vir, o direito de a pessoa ter um emprego, ocupar o tempo para exercitar a sua fé? É só ver se isso está sendo respeitado ou não”, disse Bolsonaro.

Pode te interessar:Número de mortes supera o de nascimentos: Bolsonaro e governadores são responsáveis

Ainda sobre as medidas restritivas, o presidente voltou a criticar o STF por ter autorizado que os estados e municípios decretassem suas próprias medidas restritivas sem precisar do aval do Governo Federal.

“É inconcebível os direitos que alguns prefeitos e governadores tiveram por parte do STF. É inconcebível. Nem estado de sítio tem isso.”

Pode te interessar:Militares estarão no centro da CPI da Covid, para desgastar Bolsonaro?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias