×

Após abertura de inquérito | Bolsonaro ameaça Alexandre de Moraes, Ministro do STF, “a hora dele vai chegar”

Os atritos entre o presidente Bolsonaro e o STF, que vêm escalando a partir da discussão do voto impresso, chegaram ao ponto de Bolsonaro afirmar, em entrevista à Rádio 93 FM - RJ, que “sua hora vai chegar”.

quinta-feira 5 de agosto | Edição do dia

Durante a entrevista, Bolsonaro disse que “não podemos continuar com ministros arbitrários”, disse que Moraes é “a própria mentira dentro do STF”, faz “ações intimidatórias” e “joga fora da Constituição”.

Na quarta-feira (4), em outra entrevista, Bolsonaro havia afirmado que seria obrigado a jogar fora das quatro linhas da Constituição caso o STF jogue fora das quatro linhas.

Qual hora, quando chegará ou pelas mãos de quem, não sabemos. Tampouco se foram apenas bravatas. Mas sabemos da histórica e profunda aliança do presidente com a podridão miliciana de vários cantos do país.

Alexandre de Moraes, ministro escolhido pelo golpista Temer, acolheu notícia-crime enviada pelo TSE para que Bolsonaro seja investigado no inquérito das Fake News. O rolo todo entra no contexto da abertura de inquérito, feita pelo TSE na segunda-feira (2), para investigar possíveis crimes ocorridos durante a live de Bolsonaro sobre o voto impresso.

Válido lembrar que, apesar dos atritos e das ameaças golpistas, tanto STF quanto Bolsonaro se unem no tocante aos ataques contra os trabalhadores, as reformas neoliberais e privatizações. O STF também cumpriu papel fundamental para a própria eleição de Bolsonaro ao manipular as eleições de 2018 e impedir que o principal candidato pudesse participar.

A ofensiva de Bolsonaro se liga às tentativas fracassadas de seu mestre estadunidense, Donald Trump, que acusou as eleições do ano passado de fraude após perdê-las.

Veja mais sobre o voto impresso:






Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias