Política

GOVERNO BOLSONARO

Bolsonaro afirma que governo Federal é empregado do empresariado industrial

Bolsonaro, em reunião do novo comando da Firjan, afirmou que seu governo tem como obrigação não atrapalhar os empresários e sim ser seu empregado, além de dizer que o Brasil fez um excelente trabalho na pandemia.

quinta-feira 15 de outubro| Edição do dia

FOTO: EVARISTO SA/AFP

O presidente participou da reunião virtual de posse do novo comando da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), nessa quarta-feira, 14. Além de querer a todo custo se aproximar ainda mais dos empresariados com frases afirmando para quem o seu governo está a serviço, também deixou claro sua posição referente a pandemia.

O grande trabalho nosso, do governo federal, porque nós somos, na verdade, empregados de vocês, é não atrapalhar quem queira empreender e quem queira produzir, em especial, obviamente, quem queira empregar mais gente nossa no Brasil", colocou Jair Bolsonaro na reunião.

Bolsonaro utilizou um discurso para ganhar confiança dos empresários sobre os próximos momentos, deixando nítido que seu governo não é para garantir condições de vida, emprego e medidas sanitárias ao povo pobre, e sim para garantir ainda mais lucro para os patrões.

O presidente considera positivo o saldo do Brasil na pandemia de Covid-19, mesmo em um cenário de 5,1 milhões de pessoas com o vírus e mais de 150 mil mortes. Essa postura do governo não é novidade, pois desde o início da pandemia ficou explícito como a vida dos trabalhadores passava longe de ser uma prioridade.

"A questão da saúde também tivemos algum sucesso em relação ao resto o mundo, em especial quando colocamos um general na Saúde", disse ele, referindo ao general Eduardo Pazuello, novo ministro da Saúde, mais um militar no governo federal.

A política pró patronal de Bolsonaro obrigou os trabalhadores a continuarem suas atividades sem garantia de medidas necessárias de combate ao vírus, como testes massivos que o governo se recusou a fazer.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Indústria   /    Política

Comentários

Comentar