×

BOLSONARISMO | Bolsonarista armado ameaça de morte manifestantes anti-Bolsonaro em Jaraguá do Sul (SC)

Militantes anti-Bolsonaro colocaram cruzes em quatro pontos diferentes da cidade em homenagem às vítimas da Covid-19 e protestando contra o presidente. O homem, ainda não identificado, arrancou as cruzes e gravou vídeo segurando uma arma, dizendo não querer que o ato se repita na cidade, ameaçando aqueles que protestam contra Bolsonaro.

quarta-feira 7 de julho | Edição do dia

Imagem: Reprodução/Voz da Resistência

Os militantes, que compõem a Frente Fora Bolsonaro Jaraguá do Sul, registraram um boletim de ocorrência contra o ato grotesco de ameaça.

Veja também: Caravana pró-Bolsonaro falha miseravelmente e bolsonaristas querem reembolso da fraude

Eu retirei o placar porque não achei pertinente. A Via Verde é tão bonita. Não foi um gesto político. Nada contra realmente quem não gosta do Bolsonaro (nesse momento ele mostra a arma). Não quer dizer que eu também sou a favor do Bolsonaro. Mas a nossa Via Verde é tão bonita, vamos respeitá-la e vamos deixar ela linda sem essas manifestações políticas”, dizia o homem, em claro tom irônico, enquanto segurava a arma. Veja o vídeo abaixo:

Segundo o jornal Voz da Resistência, o vídeo foi postado no Twitter por perfil criado em maio deste ano, chamado “DragonBulish” (@PipoDBZ).A mensagem era direcionada a dois professores. “Recado para estes dois VAGABUNDOS professores do @ifscjaragua”.

"A ferramenta Botometer analisa a probabilidade de uma conta do Twitter ser um “robô”, a partir de uma escala de zero a cinco. Zero representa a maior chance da conta ser falsa ou alimentada automaticamente por softwares de spam ou propaganda política. O perfil @PipoDBZ recebeu nota 1,6, em consulta nesta segunda-feira (5). Segundo a ferramenta, apenas 21% das contas com essa nota são alimentados por humanos reais" diz a reportagem do jornal.

Veja mais: Militar bolsonarista que fez fake news de Kit Gay é condenado a 12 anos por pornografia infantil

Os manifestantes fincaram cruzes no gramado da Via Verde com frases reclamando “mais vacina”, “mais emprego”, também homenageando as vítimas da pandemia e denunciando o escândalo de corrupção da Covaxin.

ED COMENTA - Rachadinha da família Bolsonaro

Em algumas regiões do país, policiais militares e federais já removeram faixas e cartazes contra o presidente, num claro ato de censura, se utilizando do argumento de que essas formas de protesto são infringem a Lei de Segurança Nacional nº 7.170, que define condutas que atentem contra a segurança do país, ordem política e social. A norma reacionária foi publicada em 14 de dezembro de 1983, durante a ditadura militar. A LSN vem sendo usada por Bolsonaro para perseguir e silenciar os seus opositores, e é um resquício da ditadura militar que se mantém e é garantida pela própria Constituição de 88, que foi tutelada pelos próprios militares da ditadura.

Veja mais: Guedes defende dólar a R$ 5,00, diz que pobres “se beneficiam” e “ricos viajam pra dentro”

O vídeo foi uma clara tentativa de ameaça e de amedrontamento contra aqueles que protestam contra o governo genocida e reacionário de Bolsonaro, responsável pelas mais de 500 mil mortes junto com Mourão, militares, Congresso, STF e governadores, e que adora incitar atos de violência e perseguição como estes.

Como fortalecer a luta contra Bolsonaro, Mourão e o regime político após os atos do 3J?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias