×

Super exploração | Bilionária ByteDance, chinesa dona do tiktok, terceirizou a exploração no Brasil

O trabalho foi divulgado como freelance nas redes sociais e consistia em transcrever trechos de vídeos do Tiktok em português para alimentar uma inteligência artificial. A promessa era de ganhos de até 14 dólares por hora, porém a contabilização das horas trabalhadas destoava muito com a realidade de acordo com relatos de vítimas da super exploração.

terça-feira 5 de outubro | Edição do dia

Foto: VCG

O Tiktok foi o aplicativo mais baixado em 2020 no mundo chegando a mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês. O que fez com que a ByteDance, empresa chinesa que dirige o app dobrasse seus lucros. Os brasileiros foram os que mais baixaram o aplicativo no mundo no mês de abril desse ano. A empresa está se expandindo muito e contratou diversos profissionais em áreas estratégicas como políticas públicas e já possui gerentes no país. Para além desses funcionários a ByteDance, de acordo com matéria do Intercept, contratou uma empresa de transcrição, a Transcribe Guru fundada pelo empresário pasquitanês Izhar Roghani. Este por sua vez entrou em contato com pessoas no Brasil que contrataram via rede social, sem vínculo algum, outras pessoas para transcrever vídeos e alimentar a inteligência artificial da ByteDance.

É a terceirização da terceirização que foi vendida para o público desempregado brasileiro como um freelance para fazer dinheiro extra na promessa de pagar em dólar. Seriam $14,00 por hora transcrita desconsiderando as reais horas trabalhadas. Para se atingir uma hora transcrita a pessoa deveria transcrever 1200 minutos, ou seja 20 horas. A cobrança segundo relatos era alta, no entanto as primeiras metas atingidas seriam apenas para se manter no serviço. 20 horas trabalhadas para ganhar uma hora de transcrição, o equivalente a R$77,00 (com a cotação do dólar em R$5,50 em abril) gera um pagamento de R$3,85 por hora trabalhada. Em regime de 8 horas diárias e aproximadamente 180 horas mensais o trabalhador receberia R$693 reais ao fim do mês, aproximadamente 63% de um salário mínimo no Brasil.

Em matéria do Intercept, uma pessoa que preferiu manter o anonimato desabafou “pedi minha alforria quando começaram a pressionar que as metas deviam ser batidas pela manhã”. A contratação se estabeleceu completamente via redes sociais por intermediários que prestam serviço para a ByteDance, Natasha De Rose, psicóloga clinica do RJ era uma dessas intermediárias que, no entanto, não possuía vínculo oficial com a empresa chinesa. Natasha propagou em suas redes sociais a proposta de um “freela” de transcrição e que os interessados deviam procurar-lhe apenas pelo whatsapp. Maria Clara Alarcão era o nome identificado pelos trabalhadores e pela Natasha como gerente do projeto.

O serviço que era temporário com duração de fevereiro a abril de 2021 encerrou com a mensagem de Maria Clara de que a fonte pagadora não havia mandado todo o valor acordado pois só pagou pelo que considerou “dados aceitáveis”. Depois ela avisou que fecharia o grupo, e em 19 de julho o grupo do whatsapp foi encerrado. Muitos trabalhadores além de receberem uma miséria pelas transcrições ficaram sem receber por várias horas trabalhadas. Depois o projeto continuou em italiano e outras línguas, foi denunciado ao Ministério Público do Trabalho de São Paulo em setembro e foi indeferido pela Procuradoria Geral do Município de Guarulhos com alegação de que a denúncia não tinha “repercussão social relevante”.

Contra esses abusos de super exploração capitalista nacional e internacional generalizada sem amparo algum do judiciário brasileiro é preciso lutar por emprego e dignidade para todos. Pela divisão das horas de trabalho entre todos os trabalhadores, empregados e desempregados, sem redução salarial bem como reajuste automático dos salários de acordo com os preços dos alimentos e a inflação.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias