×

Fundo de R$ 5,7 bilhões | Bibo Nunes esperneia e mente, mas vota a favor de triplicar o Fundão Eleitoral

O Deputado Federal do RS, apresentador de programa e garoto de recados da família Bolsonaro, esperneou em programa de TV na manhã dessa sexta-feira, mentiu ao dizer que votou contra o aumento bilionário do Fundo Eleitoral, mas os fatos não mentem. Bibo votou SIM para repasse de R$ 5,7 bilhões a candidatos em 2022.

sexta-feira 16 de julho | Edição do dia

O Deputado Federal do RS, Bibo Nunes, mais conhecido como Bobo Nunes, votou a favor da Lei de Diretrizes Orçamentárias que previa, entre outras coisas, passar o Fundo Eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões. Ele faz questão de afirmar que não, mas os fatos falam mais alto: Bibo Nunes votou SIM na aprovação da LDO.

Aquilo que fazemos diz mais sobre nós do que aquilo que dizemos fazer ou achamos sobre nós mesmos. O garoto de recados da família Bolsonaro fala muito contra o Fundão Eleitoral, defende o enxugamento do Estado, repete os mantras neoliberais que aprendeu no Youtube, mas na prática votou a favor da LDO, lei que previu a triplicação bilionária do fundão. Quem vai pagar a campanha eleitoral de Bobo Nunes, em 2022? Nós mesmos, graças a ele mesmo.

O crápula também é conhecido por ter gasto mais de R$ 58 mil de dinheiro público para alugar BMW de empresário assessor do chefe Bolsonaro. Não basta ser puxa-saco, tem que ser puxa-saco com dinheiro público.

Aí o homem falou na manhã dessa sexta feira que era contra o fundo, fez mil e um malabarismos, mas não conseguiu explicar porque votou a favor. Acontece que esses homens, para garantirem a boquinha do governo em emendas bilionárias, votam a favor de qualquer coisa que o governo mandar, desde que não afete seus próprios interesses.

Além do apresentador de programas de mal gosto, o filhote do presidente e a testa de ferro dele na câmara também votaram a favor. Veja aqui: Eduardo Bolsonaro e Zambelli negam, mas bolsonarismo votou a favor do aumento bilionário do fundão eleitoral

Bibo Nunes, válido lembrar, é responsável por fazer o lobby de Bulhões, atual reitor não eleito da UFRGS, para avançar em seus projetos obscurantistas e anti-ciência dentro da maior federal do estado. Além de apresentar programas ruins, que fazem mal à inteligência, ele também avança contra a Universidade Pública e aprova tirar dinheiro do contribuinte para pagar campanha eleitoral de político de direita.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias