MOTIM POLICIAL

Bia Kicis incita motim de policiais, mas apaga tweet

Nesta segunda-feira (29) a presidente da Câmara de Constituição e Justiça dos deputados (CCJ), Bia Kicis (PSL-DF), incentivou um motim absurdo da Polícia Militar da Bahia nas suas redes sociais contra o governador Rui Costa (PT-BA), após a morte do soldado Wesley Soares Góes.

segunda-feira 29 de março| Edição do dia

Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados

A deputada federal, tentou transformar em herói o soldado que neste domingo (28), durante um surto invadiu o Farol da Barra em Salvador e fez vários disparos para o alto, colocando em risco as pessoas que passavam pelo local. O soldado foi atingindo por outros PMs durante a operação para contê-lo, depois de troca de tiros entre eles.

“Soldado da PM da Bahia abatido por seus companheiros. Morreu porque se recusou a prender trabalhadores. Disse não às ordens ilegais do governador Rui Costa da Bahia. Esse soldado é um herói. Agora a PM da Bahia parou. Chega de cumprir ordem ilegal!”, escreveu Bia Kicis em tweet, que após a má repercussão do caso foi apagado pela deputada.

Após a morte do soldado, manifestantes foram até a porta do hospital dizendo “A PM parou”

A polícia como braço do Estado é parte fundamental na repressão a classe trabalhadora, principalmente quando ela luta por melhores condições de vida, não tem como linkar a figura de um soldado como herói da classe que ele oprime todos os dias. Os trabalhadores estão expostos desde o início da pandemia, é preciso assegurar uma quarentena efetiva, com garantia de seus empregos, sem demissões e sem redução salarial, testes massivos e vacinas para todos já!




Tópicos relacionados

Bia Kicis   /    Política   /    Governo Bolsonaro   /    PM

Comentários

Comentar