×
Rede Internacional

TRIBUNA ABERTA | Barretos no caos da saúde: denúncia de uma trabalhadora

terça-feira 15 de junho | Edição do dia

A população da cidade de Barretos no interior paulista, assim como diversos municípios brasileiros, está vivendo um caos na saúde pública. O número de infectados por Covid-19 só aumenta, já são 14.603 casos, mais de 10% da população. Na última sexta-feira (11) a ocupação dos leitos de UTI chegou a 95,1% e o tratamento sugerido pelos médicos da cidade é uso de Loratadina, um anti-histamínico indicado para tratamento de alergias.

O negacionismo não possui limites. Quando questionados sobre este tipo de tratamento, que não tem base científica alguma, os médicos respondem: “Você por acaso é médica?”. Foi o que aconteceu com uma leitora que não quis se identificar, mas enviou a denúncia.

Na última quinta ela teve sintomas leves e procurou o posto de saúde da região, que confirmou o diagnóstico positivo para Covid-19. Foi indicado um tratamento com anti-inflamatório e anti-histamínico, sem que ao menos uma radiografia do pulmão fosse solicitada. Por indicação de um familiar ela procurou a UPA da cidade, que está responsável pelos cuidados aos pacientes infectados, porém mais uma vez foi ignorada. O médico desta vez respondeu: “Sua sobrinha é médica por acaso?”. Saiu perplexa com o descaso à sua situação, que é a mesma de outros na cidade, que acabam voltando para casa e retornando aos hospitais quando já estão com o quadro bastante avançado.

O Brasil de Bolsonaro, genocida e negacionista convicto, registra a triste e revoltante marca de 488 mil mortes, destas 118 mil apenas no Estado de São Paulo de Dória (Bolsodoria). Mortes que poderiam ser evitadas! Este tipo de conduta em denúncia na matéria levanta o questionamento: a quem serve a medicina no capitalismo? Certamente não está a serviço dos trabalhadores e da população pobre, mas sim dos grandes conglomerados farmacêuticos, que lucram horrores com a vida destas pessoas. Como a leitora em questão, há várias outras na cidade de Barretos que neste momento estão sendo tratadas com anti-histamínico (!!!).

O secretário da saúde Kleber Rosa, em recente coletiva de imprensa perguntou: "Onde estão os médicos de Barretos?" Pois bem, a esta pergunta é possível responder: Estão nas UPAS, postos de saúde e hospitais receitando remédio ineficazes para o tratamento da Covid-19!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias