×

Enchentes | Barragem da Vallourec na região metropolitana de BH alerta população com suspeita de rompimento

A barragem da Mina Pau Branco, no município de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, apresentou vazamento na manhã deste sábado (8) com alerta de rompimento.

sábado 8 de janeiro | Edição do dia

Última atualização: 13:07h

O Corpo de Bombeiros havia informado que a barragem de Santa Bárbara havia se rompido. Depois de uma averiguação local junto à Defesa Civil passaram a afirmar que na realidade o dique que serve para conter as águas transbordou após fortes chuvas, carregando lama.

A notícia colocou em alerta a população após imagens do fluxo de lama interditando a BR-040 nos dois sentidos no quilômetro 562. Cenas gravadas por motoristas mostram carros sendo arrastados na rodovia por conta da lama, mas não há informações de mortes no local, apenas uma pessoa ficou ferida.

O alerta se deu devido à lembrança do terrível caso do rompimento de barragens como a de Mariana e a de Brumadinho em 2019, controlada pela Vale, que acarretou na morte de milhares de moradores e dos trabalhadores da barragem, além de um dos maiores crimes ambientais da nossa história. Até hoje a Vale não pagou pelos seus crimes, aumentando seus lucros, e sequer garantindo indenização digna às famílias.

Veja também: 2 anos do crime da Vale em Brumadinho: lucros e impunidade garantidos pelo regime golpista

A mina é de responsabilidade da empresa Vallourec, que em maio de 2021 havia feito uma obra no vertedouro da barragem de Santa Bárbara, parte do sistema da mina Pau Branco, sem licença ambiental.

Há poucos dias, no final de dezembro, a barragem passou por obras e a Vallourec soltou uma nota dizendo que "a barragem voltava a nível zero de criticidade". Essas obras já foram frutos de uma ação que obrigou a empresa a adequar a estrutura da barragem que garante a vazão da água sem que houvesse risco de erosão. Com isso, o vertedouro estaria preparado para receber inclusive, as chuvas intensas chamadas de chuva decamilenar, tamanha a raridade com que acontecem.

As chuvas de janeiro já comprovam que as obras não foram suficientes para que a barragem fosse segura, e que a Vallourec, que conseguiu uma auditoria independente declarando a estabilidade da barragem, segue baseando todas as suas ações na sua ganância de aumentar ainda mais seus lucros, colocando em risco seus trabalhadores, a população e o meio ambiente.

As barragens e a multinacional Vallourec precisam ser investigadas de forma independente, com representantes de trabalhadores efetivos e terceirizados, sindicatos, movimentos sociais, ambientalistas e de direitos humanos, inclusive com quebra de sigilo da empresa, para que trabalhadores e moradores do entorno saibam os verdadeiros riscos da Mina Pau Branco e possam tomar as decisões que atendam a maioria da população.

(Matéria em andamento)




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias