Internacional

ELEIÇÕES NO EQUADOR

Banqueiro Guillermo Lasso é eleito presidente do Equador

O candidato direitista Lasso virou o resultado do primeiro turno e se elegeu presidente do Equador, vencendo o candidato correísta Andrés Arauz.

segunda-feira 12 de abril| Edição do dia

(Foto: AFP/Arquivo)

Com a divulgação dos resultados pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Guillermo Lasso foi eleito presidente do Equador com 52,5% dos votos. Ele é do Movimento Criando Oportunidades (CREO). O segundo colocando foi Andrés Arauz, com 47,5%, da União pela Esperança (UNES).

Lasso foi presidente do Banco de Guayaquil, e ainda é um de seus maiores acionistas. Está em aliança com o Partido Social Cristão, sendo um candidato conservador de centro-direita que já foi candidato a presidente outras duas vezes. Arauz foi ministro de Rafael Correa, que o apoia.

Esta é a primeira eleição depois do levante de 2019 contra o acordo do presidente Lenin Moreno com o FMI, e o primeiro turno foi marcado por denúncias de fraude. Yaku Pérez, candidato do partido indígena Pachacutik e terceiro colocado, denunciou que Lasso teria ido ao segundo turno por conta de uma fraude. O banqueiro teve 19,74% dos votos contra 19,39% de Pérez. Arauz liderou o primeiro turno com 32,7% dos votos.




Tópicos relacionados

Yaku Pérez   /    Guillermo Lasso   /    Bancos   /    luta indigena   /    resistência indígena   /    Equador   /    Fundo Monetário Internacional - FMI   /    Indígenas   /    Povos indígenas   /    Internacional

Comentários

Comentar