Gênero e sexualidade

#JUSTIÇAPORMARIFERRER

Bancada Revolucionária se soma ao tuitaço por justiça a Mari Ferrer

Após a decisão no caso de Mari Ferrer, a qual o empresário André de Camargo Aranha foi inocentado sob alegação de não ter tido intenção de estuprar, as redes sociais foram tomadas pela revolta frente à essa decisão e pelo pedido de justiça.

quarta-feira 4 de novembro| Edição do dia

A Bancada Revolucionária de Trabalhadores, composta por Diana Assunção, Letícia Parks e Marcello Pablito, se somou aos tuitaços por #justiçapormariferrer.

Diana Assunção, denunciou o caráter golpista e machista do judiciário, chamando todas e todos aos atos que estão sendo convocados para o final de semana por justiça para Mari Ferrer. Somente com a força da mobilização é possível enfrentar o autoritarismo do judiciário e o Estado que é conivente com a violência contra as mulheres.

Pode te interessar:

Atos são convocados em diversas cidades do país por Justiça por Mariana Ferrer

A sentença de estupro culposo de Mari Ferrer é a cara do judiciário machista, diz Diana Assunção




Tópicos relacionados

#JUSTIÇAPORMARIFERRER   /    Mari Ferrer   /    Caso Mari Ferrer   /    Bancada Revolucionária de Trabalhadores   /    Machismo   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar