Política

ELEIÇÕES EM SP

Bancada Revolucionária faz carreata e panfletagem para divulgar ideias na comunidade São Remo-SP

A candidatura coletiva a vereador em São Paulo da Bancada Revolucionária de Trabalhadores percorre a comunidade São Remo para divulgar ideias revolucionárias contra Bolsonaro, Mourão e os golpistas nessas eleições.

domingo 11 de outubro| Edição do dia

A Bancada Revolucionária de Trabalhadores, que concorre às eleições para vereador em São Paulo, realizou no dia de ontem, 10, uma passeata e panfletagem junto a trabalhadores e estudantes da USP, discutindo com os moradores da região, muitos deles trabalhadores terceirizados que trabalham na Universidade de São Paulo, a importância de, nessa eleições, os trabalhadores se organizarem de maneira independente com uma política de combate à extrema-direita e à direita, que quer nos fazer pagar pela crise que eles mesmos criaram, mas também que não tente fazer novamente o caminho de conciliação de classes do PT, que foi o que nos trouxe até aqui nessa situação.

Discutiram com os moradores da região a importância da luta do HU, em defesa da saúde e da educação e da moradia digna, contra o trabalho precário e o desemprego, junto com a necessidade do #ForaBolsonaroeMourão e todo esse regime podre do golpe institucional. Na ação, encontraram diversos trabalhadores e trabalhadoras conhecidos de muitos anos, das lutas por direitos e contra a terceirização, em defesa do Hospital Universitário, contra a repressão policial na favela e também das ótimas rodas de samba e atividades sociais nos últimos anos.

Um dos pontos que mais se destaca da candidatura coletiva é que é composta por três lutadores que por muitos anos defendem os trabalhadores terceirizados. Diana Assunção, Letícia Parks e Marcello Pablito são reconhecidos por diversos moradores da comunidade por levantar o programa de fim da terceirização, a partir da incorporação de todos os funcionários sem a necessidade de realização de concurso público. Para a Bancada, a luta contra a terceirização é parte da luta contra o trabalho precário, que relega principalmente às mulheres e aos negros - particularmente às mulheres negras - os piores postos de trabalho, ou seja, uma medida utilizada para os capitalistas para rebaixar as condições de trabalho e ainda dividir a nossa classe.

A Bancada Revolucionária realiza semanalmente diversas panfletagens em diversos bairros das diferentes regiões de São Paulo. Para participar, basta entrar em contato com a Bancada pelas redes sociais ou pelo site www.bancadarevolucionaria.com.br.




Comentários

Comentar