VACINA

Atraso da entrega do IFA pode atrasar cronograma de vacinação da Fiocruz

Após a Fiocruz afirmar que houve um atraso na entrega do IFA por parte da China, cronograma de vacinação previsto pode ter atrasos.

quarta-feira 3 de fevereiro| Edição do dia

Foto: Divulgação Fiocruz.

Depois de um atraso na entrega do IFA para a Fiocruz, a fábrica afirmou que pode ter um atraso no cronograma de produção da vacina do coronavírus. A Fiocruz tem capacidade de produzir 1,4 milhão de vacinas por dia, e o lote atrasado do IFA renderia 7,5 milhões de vacinas.

O produto farmacêutico, que vem da China para a Fiocruz, deveria ser entregue em 14 lotes, sendo um lote a cada duas semanas. Entretanto, com o atraso da primeira remessa, não está claro qual será a nova previsão.

Segundo o Jornal Nacional, a ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Carla Domingues, chegou a afirmar que pelo cenário o ideal seria investir em outras vacinas que estão em fase 3 de testagem e apresentam bons resultados.

Veja mais: Contra Bolsonaro e Doria, batalhemos pela disponibilização universal da vacina.

Como também aponta o Jornal Nacional, a demora na entrega do produto por parte da China está ligada ao fato de Jair Bolsonaro seguir assumindo uma postura hostil em relação à China, questionando a eficácia dos produtos lá gerados e propagando uma série de fake-news xenófobas.

Você também pode se interessar: "Guerra pelas vacinas": frente à irracionalidade capitalista, anulação das patentes e vacinas para todo mundo.




Tópicos relacionados

Vacina contra a covid-19   /    Bolsonaro   /    Vacina   /    Vacinação   /    Governo Bolsonaro   /    China

Comentários

Comentar