×

#OCUPACCBBRESISTE | Ato contra os despejos racistas de Ibaneis denunciam repressão em meio a pandemia no DF

Hoje, em frente ao Palácio do Buriti, foi realizado um ato denunciando os despejos racistas de Ibaneis em meio a pandemia, somente no DF já são quase 8 mil mortos. Enquanto as famílias lutam contra a fome, o desemprego e por uma moradia digna Ibaneis manda sua polícia destruir e despejar aqueles que sequer tem acesso a água e saneamento básico enquanto mora na mansão mais cara do DF.

quinta-feira 6 de maio | Edição do dia

Foto: Matheus Alves

Na manhã desta quinta-feira (6), em frente ao Palácio do Buriti, ocorreu mais uma manifestação contra os despejos que o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tem realizado em todo o DF. Mesmo em meio a pandemia que já matou mais de 414 mil brasileiros em todo o país, Ibaneis segue mandando sua policia racista e seus tratores para destruir as moradias improvisadas de dezenas de famílias e deixa-las ainda mais vulneráveis. Vale lembrar que os despejos de Ibaneis contrariam inclusive uma lei Distrital, nº 6657/2020 de agosto de 2020, que proíbe as remoções e ordens de despejo durante a pandemia.

Leia mais: Por um programa operário de moradia contra Bolsonaro, Ibaneis e todos os golpistas!

Fotos: Matheus Alves

A ocupação CCBB é um dos exemplos de resistência contra os ataques de Ibaneis, as 30 famílias que enfrentaram a repressão brutal da policia e tiveram suas moradias destruídas não desistiram, as mulheres negras, mães, seguem sua luta pelo mínimo direito à moradia digna para suas famílias e educação para suas crianças.

Assista: VÍDEO: Contra os despejos racistas de Ibaneis na Ocupação CCBB, é preciso unificar as lutas!

Como já desenvolvemos neste artigo é necessário que as centrais sindicais como a CUT e a CTB unifiquem a luta por moradia no DF com todas as lutas em curso no país, com as mobilizações dos rodoviários, a greve dos metroviários e as mobilizações de professores contra o retorno inseguro das aulas. A unificação das lutas é o único caminho para que possamos resistir aos ataques de Bolsonaro, Ibaneis e de todos os golpistas, que a mobilização da classe trabalhadora no Brasil possa se inspirar na revolta colombiana, avançando para derrubar este regime e impor uma Assembleia Constituinte livre e soberana, que revogue todas as reformas e aponte uma saída independente dos trabalhadores.

Veja também: A explosão da luta de classes na Colômbia é um alerta a Bolsonaro e à direita regional




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias