×

Natal RN | Assembleia do DCE UFRN: Unificar contra PEC 206 e cortes, Justiça por Genivaldo e vítimas de Recife

Diante do corte de 6,1 bilhões na educação e ciência por Bolsonaro, com a ameaça da PEC 206, frente ao assassinato de Genivaldo com uma câmara de gás improvisada em Sergipe pela PRF, à chacina na Vila Cruzeiro e à tragédia capitalista em Recife e região metropolitana que já soma 93 mortes, fazemos um chamado ao DCE-UFRN para que sejam pontos pautados na Assembleia Geral Estudantil e defendemos a unificação das lutas, que a UNE organize a luta pela base para que sejam os capitalistas que paguem pela crise e não a nossa permanência! Todes à assembleia na quarta (01), às 17h30, no Centro de Convivência!

terça-feira 31 de maio | Edição do dia

Os cortes recentes realizados por Bolsonaro de 3,2 bilhões do MEC e 2,9 bilhões do MCTI, mostram seu compromisso, junto ao Congresso, em roubar o futuro da juventude brasileira, descontando em estudantes e trabalhadores a crise capitalista ao justificar os cortes com a necessidade do reajuste salarial de servidores públicos. A PEC 206 defendida por militares, Bolsonaro e centrão, que prevê mensalidades nas universidades, ataca o conjunto de estudantes e ameaça o ensino público de qualidade, no qual se acentua cada vez mais a precarização das condições de permanência, principalmente da juventude negra, indígena e quilombola.

Na UFRN o corte atinge 23,9 milhões e o reitor Daniel Diniz aponta que trata-se de uma “situação extremamente grave para nossas universidades federais e precisa ser revertida com urgência”. Para pensar a reversão do bloqueio a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) convocou uma reunião extraordinária para o dia 30/05, mas é importante lembrar que a Reitoria quer se posicionar em um campo político contra os cortes, embora na realidade ela descarregue a crise nas costas dos estudantes, trabalhadores e professores na Universidade! Mantendo inclusive o trabalho terceirizado, que é composto por uma maioria de mulheres negras, de forma precária, quando essas trabalhadoras e trabalhadores deveriam ser efetivados sem necessidade de concurso público. Não podemos confiar nas posições da Reitoria, é urgente compor as assembleias de base estudantil para que possamos decidir sobre nossa experiência na universidade, tendo em vista a situação precária das ações de permanência, com o cenário dos auxílios atrasados, péssima mobilidade urbana que dificulta o acesso, restaurante universitário aberto para poucos e com refeições que custam R$ 8,00; como também a questão dos assédios que tem ocorrido no campus, levando em conta que os cortes afetam a estrutura da Universidade e consequentemente abrem mais espaço para os assédios, devido à escuridão no período da noite em que boa parte dos postes encontram-se desligados.

As cenas terríveis de tortura do assassinato de Genivaldo Jesus dos Santos pela Polícia Rodoviária Federal de Sergipe escancaram qual é o verdadeiro papel da polícia, encorajada por Bolsonaro e a extrema direita. Esse não é um caso isolado, afinal pode ser visto o vídeo do cursinho da AlfaCon para concursos, em que um policial instrutor ensina como torturar, improvisando uma câmara de gás na viatura da PRF. E também pela chacina na Vila Cruzeiro, na Penha, no Rio de Janeiro.

Além disso, já se somam 93 mortos dos alagamentos e desabamentos em Recife e região metropolitana após as chuvas intensas na região, fruto do governo de Paulo Câmara em Pernambuco e de João Campos na prefeitura de Recife, ambos do PSB. Bolsonaro faz hipocrisia indo à Recife, sobrevoa com seu helicóptero a Grande Recife, um negacionista ambiental que é agente de naturalizar tragédias como essa em benefício da especulação imobiliária, dos empresários do turismo.

Veja também: Bolsonaro chama Genivaldo de "marginal" e diz que PRF assassina faz "um trabalho excepcional"

Chamamos todes estudantes a compor a Assembleia Geral dos Estudantes da UFRN, amanhã (quarta), às 17h, no Centro de Convivência, para nos unificarmos contra Bolsonaro, militares, extrema-direita, Centrão, e por Justiça por Genivaldo, pelas vítimas da chacina da Vila Cruzeiro e pelas vítimas das enchentes no Pernambuco! Esta luta está conectada pela defesa da nossa permanência estudantil, por Restaurante Universitário para toda a demanda e redução do preço! Nossos inimigos estão unificados em nos atacar, então nós temos que nos fortalecer.

Nesse sentido, a auto-organização de estudantes junto com trabalhadores é o único caminho para enfrentar e derrotar Bolsonaro e todos os autores dos ataques, sem confiar na conciliação com a direita que foi responsável por abrir cada vez mais espaço para a ocupação militar no seio das instituições políticas. Um exemplo de frente única recente foi a paralisação das Ciências Sociais da UFRN, contra os ataques da extrema direita, de Bolsonaro, dos militares, STF e Congresso, em que foi possível mobilizar o debate entre setores da esquerda, que pôde apresentar divergências políticas ao passo em que se pensam estratégias de saída da crise capitalista. É urgente que os sindicatos e entidades estudantis convoquem atos de justiça por Genivaldo em todo o país, contra toda forma de violência policial racista e para que todos os envolvidos sejam punidos, assim como para lutar por uma plano de emergência em Recife! Pelo fim das operações policiais, dos tribunais militares e pelo fim da polícia!

A União Nacional dos Estudantes (UNE) está convocando um Dia de Luta contra a PEC 206 no dia 9 de Junho. Destacamos a necessidade de organizar a luta pela base, sendo convocadas assembleias para organizar a luta, pautando justiça por Genivaldo, em que os estudantes tenham direito a voz e voto. É preciso superar a direção burocrática majoritária da UNE, conformada por UJS (juventude do PCdoB), Juventude do PT, Levante e Kizomba (PT), que cumpre um papel de contenção da nossa luta, pois seus objetivos estão em meramente fazer campanha para a aliança Lula-Alckmin, o que é um absurdo tendo em vista que Alckmin é um organizador de chacinas, responsável por Pinheirinho e Paraisópolis, além de colocar na secretaria do Governo um dos responsáveis pela chacina do Carandiru, sendo o PSDB de onde ele vem responsável pelo massacre do Carandiru.

Nós temos que confiar na força da juventude, dos trabalhadores, dos setores oprimidos e povo pobre unificadas, sem conciliar com a direita e com o Alckmin. É muito importante o chamado da assembleia estudantil pelo DCE, que nós da Faísca já viemos exigindo nesse semestre de aulas, tendo em vista também que a entidade é composta por organizações que se colocam em oposição à majoritária da UNE, Juntos (MES-PSOL) e Correnteza (UP), que poderiam dar exemplo no combate à extrema direita e regime de conjunto, sendo frontal na necessidade de superar o PT e as burocracias.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias