Internacional

Argentina: amanhã grande jornada de luta pelas famílias da ocupação Guernica

Durante todo o dia haverão mobilizações e atividades em distintos lugares do país em apoio aos moradores que lutam por seu direito à moradia. Desde o Esquerda Diário no Brasil faremos a cobertura do ato.

quarta-feira 7 de outubro| Edição do dia

Na emblemática luta de Guernica pelo direito à moradia se vivem dias decisivos.

A maioria das famílias resiste às armadilhas e ameaças com as quais o Governo busca fazê-las abandonar o terreno abandonado onde querem construir seu bairro. A "oferta" do Ministério de Desenvolvimento Comunitário da província foi enganosa e só busca derrotar sua luta, dado que não oferece uma solução de fundo para seu principal problema: conseguir um teto.

É por isso que as famílias decidiram convocar uma mobilização para essa quinta-feira 8 às 11 hs. em La Plata, para dizer ao governador que necessitam uma resposta de acordo com o drama que vivem, em um marco em que a pobreza e o desemprego não fizeram outra coisa mais que aprofundar essa quarentena.

Mas eles não estão sós: além da mobilização em La Plata, no mesmo dia vai ocorrer uma paralisação internacional de trabalhadores de aplicativo (entregadores e outros), pelo qual a Rede de Trabalhadores Precarizados da Argentina convoca a uma mobilização às 15 h no centro da Cidade de Buenos Aires. Entre as principais consignas desta atividade estará que não se despeje as famílias. Trabalhadoras e trabalhadores de distintos setores que integram o Movimento de Agrupações Classistas serão parte da atividade com uma caravana para esse lugar.

Ás 16 h estas mobilizações confluirão no Congresso com a convocada pelo Encontro Memória, Verdade e Justiça, para marchar e terminar a jornada com um ato na Praça de Maio.

As demonstrações de solidariedade com as famílias que pedem terra para viver seguem surgindo desde os mais variados setores. No fim de semana passado o ator e diretor teatral Norman Brinki esteve no terreno, e voltará dia 11 para apresentar uma obra com tiririteros, que foi escrita para estas famílias. Como Briski, outros artistas e personalidades políticas e de Direitos Humanos se mostraram comovidos pela dura situação que atravessam e lhes ofereceram seu apoio. As duas importantíssimas jornadas de doações e a presença solidária que foi realizada no sábado 19 de setembro e no domingo 26, se somaram a do sábado 3 com um circo e a do domingo 4, quando dezenas de professores convocados pela agrupação Marrom entretiveram a crianças da ocupação com distintas atividades.

Agora deve ser dado um passo a mais em cercar do mais amplo apoio as famílias de Guernica, para que triunfem.

Desde o Esquerda Diário no Brasil faremos a cobertura esse ato, trazendo informações sobre a mobilização.




Tópicos relacionados

Buenos Aires   /    Guernica   /    Ocupação   /    Moradia   /    Internacional

Comentários

Comentar