Sociedade

ONDAS DE CALOR NO BRASIL

Após queimadas, em 20 dias, 35 idosos morreram de desidratação por calor em MT

O município de Rondonópolis-MT tem convivido com o clima acima dos 40 graus todos os dias. O estado foi dos mais castigados pelas queimadas.

sábado 10 de outubro| Edição do dia

Imagem: Varlei Cordova / AGORA MT

Segundo a diretora da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Vânia Scapin, nos vinte dias entre os dias 21 de setembro e 9 de outubro, 35 pessoas morreram em seus domicílios devido as altas temperaturas. Segundo a profissional, os pacientes de 75 e 94 anos apresentaram quadro de hipertermia, descompensação do sistema imunológico e desestabilização orgânica generalizada. A informação foi divulgada no site local Agora MT.

Mesmo que não haja comprovação científica que a onda de calor venha diretamente das queimadas, é impossível não correlacionar. Cerca de 1,7 milhão de hectares pode ter sido queimado no Mato Grosso pelos incêndios. O agronegócio tem importante participação na destruição dos recursos naturais, por meio de incêndios que são agravados pela vegetação seca e o calor da região.

Ela completa: “Com o desequilíbrio corporal, eles acabam ingerindo pouco líquido e comida, ficam sonolentos e o corpo entra em colapso”

O estoque de ares condicionados, climatizadores e ventiladores se esgotou na cidade esgotado e os que chegarão já estão todos reservados. Outra mazela do capitalismo, as mercadorias servem ao lucro e não para a vida. Esses idosos são vítimas desse sistema, que não os trata de uma forma digna, que queima o meio ambiente e não garante nem mesmo a aclimatação mediante tecnologias já existentes, em resposta a um clima hostil.




Tópicos relacionados

Queimada   /    PANTANAL    /    desmatamento   /    Sociedade

Comentários

Comentar