Sociedade

Após chacina de Jacarezinho, governador do Rio anuncia ocupação das favelas no segundo semestre

Claudio Castro, governador do Rio de Janeiro e aliado de Bolsonaro anunciou, à luz da chacina na comunidade do Jacarezinho, a ocupação das comunidades para o segundo semestre.

quinta-feira 13 de maio| Edição do dia

Foto: reprodução

Cláudio Castro (PSC), que assumiu como governador do Rio de Janeiro após o impeachment do ex-governador Witzel, lança um anúncio que para as comunidades que sofrem cotidianamente a violência policial mais parece uma ameaça: ocupar as comunidades do Rio.

Castro pretende repaginar(em suas palavras) o falido projeto das UPPs, as Unidades de Polícia Pacificadoras, que de pacificadoras nada tem. Estes projetos eram associados pelos moradores destas comunidades como cerceadores de liberdades e coação policial, com famosos casos em que os policiais destas Unidades decretavam até quando podiam rolar festas de aniversários e que horários os moradores poderiam sair ou não de casa. O estado trocava a coação do tráfico pela coação agora com seu braço fardado, a Polícia.

Cláudio Castro é o mesmo que deu a ordem de invasão da comunidade do Jacarezinho com mais de 200 policiais fortemente armados, divididos entre tropas terrestres, helicópteros e blindados e que vitimou cruelmente pelo menos 27 pessoas, atingindo a posição de 2ª maior chacina do Estado do Rio de Janeiro.

Diante da atrocidade da ação policial da última quinta feira (06), Claudio Castro defendeu a ação policial declarando ainda que ’reação dos bandidos foi a mais brutal registrada nos últimos tempos’, afirmação claramente mentirosa já que na operação apenas um policial foi abatido em contraste com o rastro de sangue e crueldade deixados pela polícia na comunidade que executou friamente a olho nú a maioria das vítimas.

Castro é um braço da extrema direita Bolsonarista que odeia os negros, os pobres e as mulheres. Foi um dos motivos pelo qual Bolsonaro foi tão enfático em apoiar o impeachment de Witzel, um desafeto do presidente que seria logo substituído pelo atual testa de ferro.

Pode interessar: Um debate de estratégia com a esquerda a partir da chacina do Jacarezinho

Hoje ocorrerammanifestações por todo o Brasil em protesto contra a chacina de Jacarezinho no RJ e por justiça às vítimas desse massacre. O Esquerda Diário coloca todas suas energias para o fortalecimento desses atos e manifestações para que os trabalhadores e o povo transformem esse ódio em energia, pois são os únicos que, unidos e com seus próprios métodos de luta, podem acabar com a polícia racista e esse sistema de exploração que a sustenta.

saiba mais: Dossiê 13 de maio: Impor justiça à chacina do Jacarezinho com a força da nossa luta

Confira também: Acompanhe aqui os atos em todo o Brasil por justiça às vítimas do massacre de Jacarezinho

Lives do esquerda Diário direto dos atos de RJ e SP: Acompanhem ao vivo os atos de RJ e SP por justiça às vítimas no massacre de Jacarezinho




Tópicos relacionados

Chacina do Jacarezinho   /    Genocídio Negro   /    Racismo de Estado   /    Racismo Estrutural   /    Racismo Policial   /    Racismo   /    genocídio juventude negra   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar