Política

SAÚDE E PANDEMIA

Anvisa autoriza Butantan a realizar testes em seres humanos de soro anti-Covid

O deferimento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aconteceu nesta terça-feira (25). O soro não é capaz de curar e tem intuito de tratamento de doentes, como uma maneira de ajudar o sistema imunológico no combate à doença e também é mais indicado para pessoas com potencial de desenvolver um quadro grave de covid-19, como os idosos.

terça-feira 25 de maio| Edição do dia

FOTO: Amanda Perobelli/Reuters

O soro desenvolvido pelo Butantan é um medicamento feito a partir do plasma de cavalos que tiveram contato com o vírus, sendo utilizado com o objetivo de reduzir os sintomas de infectados pelo COVID-19. Não sendo igual às vacinas, que agem de forma preventiva, que age antes das pessoas se infectarem, o soro funciona em doentes, ajudando o sistema imunológico no combate à doença. Portanto, não é visto como um medicamento que possa garantir a imunização contra a doença. O soro atua de forma parecida à produção de soros antiofídicos, contra venenos, por exemplo.

Os testes provavelmente acontecerão a partir da próxima semana em pacientes transplantados de rim, no Hospital do Rim, e pacientes com comorbidades no Hospital das Clínicas.

Junto com o soro, o paciente precisa tomar outros medicamentos, como anti-inflamatórios, corticoides e, em casos mais graves, anticoagulantes, para ajudar o próprio corpo a combater a infecção.

Veja mais:Brasil atinge 450 mil mortes com baixo ritmo de vacinação e alta no desemprego e miséria

Veja o ED Comenta de segunda-feira (24) sobre a terceira onda da covid-19 no Brasil: ED Comenta




Tópicos relacionados

falta de vacinas   /    Vacinas para Todos e Quebra de Patentes   /    Instituto Butantan   /    Tratamento da doença do COVID-19   /    Vacina contra a covid-19   /    Vacina   /    Vacinação   /    COVID-19   /    Coronavírus   /    Anvisa   /    Saúde   /    Política

Comentários

Comentar