Internacional

#BREQUEDOSAPPS

Antonio Páez, dirigente do sindicato da Starbucks do Chile: “Nesse 1/7, apoiemos o breque internacional de entregadores”

Antonio Páez, dirigente do sindicato da cafeteria Starbucks no Chile, chama a apoiar a paralisação internacional de entregadores de apps que acontece hoje em diferentes países do mundo. Faz um chamado à unidade da juventude precarizada, que hoje, em meio à pandemia, está sendo duramente atacada pelo empresariado.

quarta-feira 1º de julho| Edição do dia

Considerando que os trabalhadores de apps e fast food vem sendo atacados pelo empresariado no contexto da pandemia, sem contar com as condições de trabalho mínimas e com a renda baixíssima:

É preciso apoiar os trabalhadores dos serviços de delivery, porque não podemos seguir naturalizando a precarização do trabalho. É preciso colocar um freio nessas empresas como Uber, Rappi ou a Pedidos Ya, que estão ficando milionárias as custas do sacrifício de milhares de jovens trabalhadores ao redor da América Latina e do mundo”, destacou Antonio Páez.




Tópicos relacionados

Breque dos apps   /    Rappi   /    precarização   /    uber   /    Trabalho Precário   /    Internacional

Comentários

Comentar