Sociedade

QUEIMADAS NO PANTANAL

Antes mesmo do fim do mês, Pantanal tem pior outubro da história em relação a queimadas

Enquanto governo diz não haver desmatamento na Amazônia e espalha fake news dizendo que criação de gado pode impedir queimadas, o Pantanal tem mais um mês recorde de focos de incêndio e o pior outubro da história.

quinta-feira 29 de outubro| Edição do dia

Foto: Amanda Perobelli / Reuters

Outubro deste ano já é o pior em focos de incêndio da história no Pantanal. Segundo dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), até o dia 28 foram registrados 2.825 pontos de fogo, ultrapassando outubro de 2005 que havia registrado 2.761 focos.

Pode te interessar: Crime do agronegócio: 72% das queimadas em 2019 na Amazônia ocorreram em grandes fazendas

A sequência de meses batendo recordes de queimadas no bioma é alarmante. Em setembro já foi registrado o maior número de focos em um único mês (6.048), além de nesse ano já ter o pior julho e o segundo pior agosto.

No total, já foram 21.084 focos de incêndio desde o começo do ano, sendo o maior número registrado em um ano desde que os registros começaram em 1998. O aumento em relação a 2019 já é de 110% e ainda faltam dois meses para o fim do ano.


Fonte: Inpe

Apesar de todo o discurso reacionário de Bolsonaro e seu governo, dizendo não haver desmatamento, culpando os povos indígenas e chegando até mesmo a dizer que a criação de gado favorece a diminuição das queimadas, é evidente a ligação da absurda elevação desses números e os interesses de latifundiários e do agronegócio.

Pode te interessar: Entidades indígenas e negras respondem as mentiras de Bolsonaro na ONU




Tópicos relacionados

Queimada   /    Pantanal   /    Governo Bolsonaro   /    Agronegócio   /    Sociedade   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar