Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Alcolumbre quer votar previdência na quarta

O presidente do Senado quer votar a reforma já nesta quarta. Além disso, busca acelerar o trâmite da PEC que inclui Estados e municípios. Para isso, está buscando um acordo com a oposição.

segunda-feira 9 de setembro| Edição do dia

Conversas por cima e acordos por baixo, essa é a receita que o presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) está tentando construir uma base de unidade entre os partidos para votar a reforma da previdência nesta próxima quarta-feira (11), adiantando o prazo que tinha sido estabelecido no acordo anterior, que era dia 18. Também buscar acelerar os trâmites para a PEC que inclui os Estados e municípios na reforma. Para isso, Alcolumbre tem uma reunião marcada para amanhã terça-feira (10), às 15hrs com lideranças de partidos políticos.

Como o texto aprovado na câmara não tinha os Estados e municípios,é necessário votar uma PEC (proposta de emenda a constituição) onde os servidores públicos, municipais e estaduais entrem na nova regra de aposentadoria.

Só a força da classe trabalhadora pode derrotar os ataques!

Nos dias 15 e 30 de maio, os trabalhadores da educação junto aos estudantes saíram as ruas para defender a previdência e os ataques a educação. A força dos estudantes se demonstrou com mais de 1 milhão de pessoas nas ruas em todo o país, ameçando seriamente os planos do governo. Infelizmente, após a traição da UNE e das centrais sindicais, o movimento refluiu e Bolsonaro conseguiu aprovar a Reforma da Previdência, já anunciando outros ataques, como o Future-se, na esteira e nesse imobilismo, o Senado também se sente fortalecido para incluir os Estados e municípios na reforma.

Precisamos nos apoiar neste exemplo que foi a juventude ter saído às ruas junto aos trabalhadores, para por de pé essa aliança que é a única e verdadeiramente revolucionária, capaz de reverter os ataques aos nossos direitos, exigir das centrais um plano com greve, paralisações, para frear os ataques deste governo e fazer os capitalistas pagar pela crise, pois já mostraram que o capitalismo, não dá mais!




Tópicos relacionados

Davi Alcolumbre   /    Reforma da Previdência   /    Política

Comentários

Comentar