×

Proguaru em greve | Aeroviários e Aeronautas de Guarulhos apoiam a greve dos trabalhadores da Proguaru

As trabalhadoras e os trabalhadores da Proguaru estão em greve contra o prefeito Guti (PSD) e sua medida de extinguir a empresa e colocar quase 5 mil famílias na rua, em plena situação de crise e desemprego profundo no país.

terça-feira 21 de setembro | Edição do dia

As trabalhadoras e os trabalhadores da Proguaru estão em greve contra o prefeito Guti (PSD) e sua medida de extinguir a empresa e colocar quase 5 mil famílias na rua, em plena situação de crise e desemprego profundo no país.

Para se eleger prefeito, o mentiroso Guti disse que não extinguiria a empresa, mas agora mostra sua verdadeira cara e quer que milhares de mulheres e homens, trabalhadores da empresa que presta serviços de asseio, conservação, construção civil, serviços gerais, e suas famílias que ganham no máximo R$ 1300,00 paguem pelos problemas financeiros gerados pelos privilégios de funcionários de alto escalão do poder municipal, como o próprio Guti, que tem um salário de R$ 25.260,03 e seu gabinete, todos com salário de mais de 20 mil reais, e o lobby desses políticos, sempre dispostos a favorecer empresários corruptos e os interesses de uma pequena parte da imensa população da cidade de Guarulhos.

Nós, trabalhadoras e trabalhadores aeroviários e aeronautas de Guarulhos também pudemos sentir algo parecido nesses últimos anos. Enquanto um punhado de empresários ricos aumentaram seus lucros durante a pandemia, nós fomos dezenas de milhares de demitidos, além de termos muitos direitos retirados e salários reduzidos. O poder público, representado por políticos que servem apenas aos interesses dos ricos, atuou facilitando todo tipo de manobra para retirar nossos direitos e para nos demitir, ao mesmo tempo que proporcionou isenções de impostos e privilégios financeiros aos proprietários milionários das empresas. E sabemos que isso se repetiu em todo o país, com diversas categorias de trabalhadores.

E vimos que para atacar aos trabalhadores são aliados o governo Bolsonaro, a Justiça (a justiça do trabalho, o STF etc) e diversos políticos que, assim como Guti, tentam aparecer como algo novo, mas que na verdade não são mais que os novos representantes dos mesmos ricos e poderosos de sempre.

Não é possível esperar uma resposta favorável aos trabalhadores vindo desse poder público que representa aos empresários, sedentos por um filão financeiro advindo da privatização e extinção da Proguaru. Também não é possível esperar que a justiça, que vem dando ganhos de causa sempre aos ricos empresários, favoreça aos trabalhadores. Apenas a união e coordenação das lutas dos trabalhadores pode fazer com que esses ataques às nossas condições de vida recuem.

Nos últimos meses vimos os trabalhadores da Carris, no RS, travarem uma luta semelhante contra a privatização da empresa. Essa luta só não foi vitoriosa porque a direção do sindicato atuou para frear a unificação e impediu a coordenação com outros setores. Não podemos aceitar isso. Os sindicatos devem servir para organizar e coordenar essas lutas. E no momento que a classe trabalhadora se levanta para lutar, ela pode impor também aos sindicatos que cumpram esse papel.

SAIBA MAIS - Lições da greve da Carris: Uma batalha se perdeu, mas a guerra continua

Todas as categorias de trabalhadores em Guarulhos devem lutar por isso, pois a vitória dos trabalhadores da Proguaru contra a demissão e privatização da empresa seria uma forte mensagem aos ricos e poderosos. Por isso viemos através do Esquerda Diário - a única mídia trabalhadora que busca apoiar e coordenar todos esses exemplos de lutas dos trabalhadores - mostrar nossa solidariedade à luta dos trabalhadores da Proguaru e exigir que as centrais sindicais, os organismos de direitos humanos e dos trabalhadores e todos os partidos e organizações de trabalhadores dediquem todas as suas forças para coordenar e unificar todos os setores de trabalhadores em uma forte luta pela derrota do mentiroso prefeito de Guarulhos, Guti do PSD, e pela vitória da brava greve dos trabalhadores da Proguaru.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias