RACISMO

Ações do Carrefour valorizam mesmo após assassinato de João Alberto: o lucro acima da vida

As ações do Carrefour estão operando em alta após o assassinato brutal de João Alberto por seguranças do mercado. Ao longo do dia chegaram a subir 1,5%, e terminaram o dia com alta de 0,40%.

sábado 21 de novembro| Edição do dia

Foto: Reprodução

Em pleno Dia Nacional da Consciência Negra, acionistas comemoram um dia em que as ações da multinacional, mesmo após toda a revolta e repercussão do assassinato de João Alberto, terminaram o dia com alta de 0,49%, tendo operado com 1,5% de alta durante o dia, por volta das 16h.

É uma amostra de que os lucros de empresários como os de multinacionais como o Carrefour tem apenas uma coisa a frente de seus olhos: o lucro.

Uma mostra de que vivemos em uma sociedade onde o lucro de um punhado de capitalistas está acima da vida daqueles que trabalham diariamente, e cujo suor é o que gera esse mesmo lucro dos capitalistas.

É preciso lutar por justiça, num país onde a juventude negra vive espremida entre as balas da polícia, a violência racista e o desemprego. Basta de assassinatos racistas como esse. A força da luta negra dos EUA dá o exemplo, e a fúria demonstrada nas ruas em diversas cidades do Brasil neste dia 20 também.

É necessário confiar nas forças dos trabalhadores, dos negros, mulheres e LGBTs para enfrentar Bolsonaro, Mourão, e todos os golpistas, que querem um Brasil onde sejam os trabalhadores, negros e mulheres que paguem as contas da crise.

Nenhuma vida vale menos do que o lucro dos capitalistas!
Justiça por João Alberto e todas as vidas negras perdidas nas mãos da polícia e dos racistas!




Tópicos relacionados

Racismo de Estado   /    Racismo Estrutural   /    Racismo Policial   /    Crise capitalista   /    Racismo   /    negras e negros   /    Nossas vidas valem mais que o lucro deles   /    Monopólios Capitalistas   /    Racismo   /    [email protected]   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar