×

Greve do DETRAN-RN | ABSURDO: Trabalhador em greve do Detran-RN denuncia que o órgão público não tem CIPA

Trabalhador em greve do DETRAN do Rio Grande do Norte mostra as condições totalmente inseguras e precárias

quinta-feira 9 de setembro | Edição do dia

Os trabalhadores do DETRAN em Natal, no Rio Grande do Norte, estão protagonizando uma importante greve e o Esquerda Diário esteve presente na cobertura. Assim, tem recolhido depoimentos e denúncias dos trabalhadores.

A reivindicação inicial da greve é a atualização do plano de carreiras, a reposição salarial, o pagamento da insalubridade atrasada e a contratação de novos servidores pela via de concurso, e exige que a negociação feita por palavras com o governo do estado de Fátima Bezerra (PT), seja colocada no papel e implementada. No entanto os problemas não param aí. Os trabalhadores denunciam que hoje há muitos serviços terceirizados no DETRAN, como a habilitação, além de boa parte do setor administrativo.

Relato ao Esquerda Diário também denuncia que não há EPI’s suficientes: "a gente tem que improvisar", disse o trabalhador. As normas regulamentadoras de segurança para trabalhar em altura, como nos semáforos, não são atualizadas ou implementadas, os trabalhadores não tem treinamento para situação de emergência e não há técnico de segurança do trabalho nem CIPA. Aos trabalhadores que trabalham em altura não têm o cinto de segurança de paraquedista, nem talabarte. Ou seja, estão trabalhando o tempo todo correndo o risco de se acidentarem, inclusive de forma fatal.

Além disso os trabalhadores têm de arcar com o próprio uniforme, muitas vezes tendo que ir com o uniforme sujo por terem poucos, sendo muitas vezes questionados e sofrendo assédio moral da chefia por conta disso. Esse mesmo assédio moral também é feito pela chefia para que os trabalhadores aceitem todas as condições absurdas impostas.

Os relatos feitam mostram o absurdo da situação que estão submetidos os trabalhadores do DETRAN-RN. Por isso que nós do Esquerda Diário apoiamos com a greve e estamos ombro a ombro com levando solidariedade aos trabalhadores. É necessário cercar essa luta de solidariedade, por isso, também chamamos os sindicatos e entidades estudantis, como o Diretório Central dos Estudantes da UFRN, dirigido por PSOL, UP e PCB, a somarem nesse apoio essencial, como faz a chapa Carcará, que concorre as eleições do Centro Acadêmico de Ciências Sociais - Marielle Franco.

Nacionalmente, a classe trabalhadora demonstra disposição de luta, como na greve dos metalúrgicos em Betim-MG, na greve dos rodoviários da Carris em Porto Alegre-RS, e como foi na greve dos trabalhadores da construção civil da MRV em Campinas-SP, que inclusive denunciou situação de trabalho escravo nos canteiros. Diante de um cenário em que Bolsonaro avança com seu discurso golpista e disputa politicamente com o Congresso e o STF, está provado que na realidade eles estão unificados para atacar os trabalhadores, como a Reforma Administrativa.

Fazemos um chamado às organizações de esquerda (como PSOL e PSTU) e movimentos sociais a confirmar um polo antiburocrático para exigir um plano de lutas por uma paralisação nacional, que unifique as lutas dos trabalhadores e dos povos indígenas contra Bolsonaro, Mourão, militares e o conjunto do regime político do golpe institucional de 2016, das centrais sindicais (como CUT e CTB) e da UNE, dirigidas pelo PT e pelo PCdoB, que fazem de tudo para que fiquemos esperando as eleições, tentando conter a poderosa força da gigante classe operária.

Uma só classe, uma só luta! Todo apoio à greve dos trabalhadores do DETRAN-RN!

Envie sua denúncia e seu depoimento: (84) 98730-0453

Acompanhe a Comunidade do Esquerda Diário para colocar a luta de classes na sua mão.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias