×

DENÚNCIA | ABSURDO: CIEDS não paga salários e benefícios há 2 meses!

Faz dois meses que os trabalhadores terceirizados da ONG CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável) do contrato com o Instituto Nise da Silveira em Engenho de Dentro, bairro da zona norte na cidade do Rio de Janeiro, não recebem seus salários e nem benefícios.

quarta-feira 7 de julho | Edição do dia

Faz dois meses que os trabalhadores terceirizados da ONG CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável) do contrato com o Instituto Nise da Silveira em Engenho de Dentro, bairro da zona norte na cidade do Rio de Janeiro, não recebem seus salários e nem benefícios.

O Esquerda Diário recebeu novas denúncias de trabalhadores sobre o não recebimento de seus salários e total silêncio da CIEDS. Esses trabalhadores são responsáveis pelo cuidado de centenas de usuários da saúde mental, localizado na região norte do Município do Rio, o Instituto a Assistência à Saúde Mental Nise da Silveira que possue serviços como Centro de Convivência Trilhos do Engenho vem sofrendo com a precarização do trabalho que consequentemente afeta o serviço prestado a população que necessita de cuidados em Saúde Mental. Há relatos também de cortes de luz em alguns Serviços de Residências Terapêuticas por falta de pagamento, um total descaso!

É muito visível, até para quem não trabalha na saúde mental, que a demanda dessa categoria cresceu enormemente na pandemia do COVID-19 e que a promoção de saúde mental também é um dos enfrentamentos para a diminuição do vírus e de suas variantes.

Acontece que os magnatas não conseguem enxergar um palmo além dos lucros que recebem amplamente do Estado. Quem paga a conta da terceirização é uma categoria judiada da classe trabalhadora que vive constantemente oprimida pelo medo de perder o emprego, ou, pelas sucessivas violações trabalhistas.

A ONG Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, atuante a 22 anos na prestação de serviços em todo Brasil, leva como slogan a construção de um futuro próspero, mas escolhe não pagar vários meses de salários, deixam os trabalhadores com férias vencidas e sem benefícios como o auxílio alimentação. O “futuro próspero que eles oferecem para os trabalhadores da saúde é a exaustão do aumento da demanda de trabalho por procura de tratamento, o medo contínuo da contaminação pelo vírus, a dívida e o desespero. Os funcionários da CIEDS vem lutando para terem seus direitos garantidos, organizaram um ato em frente a prefeitura exigindo respostas para os atrasos, e nesse momento estão organizando um abaixo assinado.

Enquanto Eduardo Paes e o secretário de Saúde Daniel Soranz seguem em silêncio total, fazendo autopromoção das vacinas e não garantem sequer os EPI’s destes trabalhadores que se encontram em total exposição ao vírus. Sabemos que a promoção e o tratamento dos que estão em sofrimento psíquico não é relevante no governo de Bolsonaro, Mourão e da grande cúpula militar.

Nós do Esquerda Diário, nos colocamos em total solidariedade e prestamos todo apoio a luta dos trabalhadores da saúde, sobressaltando a força dos terceirizados que estão sofrendo com os atrasos há meses. Relembrando que a nossa luta inclui também as terceirizadas da educação que trabalham sem as cestas básicas, sem equipamentos adequados e com atrasos de salários e benefícios.

Basta de terceirização que só precariza a vida da classe trabalhadora!

Ver mais:
Empresa CIEDS atrasa salários e chantageia trabalhadores: quer seus direitos ou emprego

Durante a semana da luta antimanicomial, terceirizados da saúde mental ficam sem salario no Rio

"Fico pedindo a Deus que a Light não corte a luz e o gás acabe", denúncia terceirizada da Agile Corp sem salário

Ouça e compartilhe o Podcast Peão 4.0!

Todos os dias, ouça a realidade contada a partir dos trabalhadores em 5 minutos!

💬 Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias