Denúncia

ABSURDO: Assessor de Bolsonaro publicou poema citado por fascista que matou 51 pessoas na Nova Zelândia

Felipe Martins, declarado seguidor de Olavo de Carvalho, fez gesto que incita neonazistas no Senado nesta quarta-feira (24).

quinta-feira 25 de março| Edição do dia

Foto: Reprodução / TV Senado

Nesta quarta-feira (24), o assessor especial de Bolsonaro no Itamaraty fez gesto que incita neonazista igual a Breton Terrant, fascista declarado que matou 51 pessoas na Nova Zelândia em março de 2019.

A atitude chamada de “apito de cachorro” refere-se quando o simbulo de WP sigla para ”White Power” ( que significaria “Supremacia Branca”) é utilizado. Além desse gesto semelhante, foi descoberto que Martins também tinha publicado poemas que Terrant teria publicado pouco antes do massacre em 2019.

Um mês de após o massacre em Al Noor e no Centro Islâmico Linwood, em Christchurch, Felipe foi as redes e publicou uma parte do poema, acompanhado de uma imagem de um ataque de cavaleiros com a descrição “Do not go gentle into that good night”( em tradução livre “Não seja gentil nessa linda noite”)

Pode te interessar: Abaixo a Lei de Segurança Nacional da ditadura! Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Política   /    Neonazismo   /    fascismo   /    Nazismo   /    Senado

Comentários

Comentar