Política

CASO FLÁVIO BOLSONARO

A nova responsável pela investigação contra Flávio Bolsonaro é uma promotora bolsonarista

Promotora abertamente bolsonarista, que antes foi afastada do caso de Marielle Franco e Anderson Gomes, agora é promotora responsável de investigação contra Flávio Bolsonaro.

terça-feira 2 de março| Edição do dia

Foto: Reprodução instagram

Inicialmente Carmem Eliza Bastos era responsável sobre o inquérito do caso da morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, mas foi afastada do caso quando descobriram que a promotora apoiou e fez campanha para Bolsonaro. Agora o ministério Público do Rio de Janeiro, encaminhou Carmem E. Bastos ao cargo de promotora responsável contra as investigações a Flávio Bolsonaro.

Flávio Bolsonaro está sendo investigado sobre o pretexto de crime de falsidade ideológica eleitoral, supostamente isso se deu quando declarou seus bens na campanha estadual a deputado em 2014. Segundo a polícia Federal não houve índices de crimes, porém o juiz do caso, Flávio Itabaiana, teve desacordo com os resultados da PF e levou o caso para segunda câmara de coordenação e revisão do Ministério Público, localizado em Brasília.

Além da promotora Carmem de E. Bastos, ser uma bolsonarista declarada, a promotora também é madrinha de casamento de Luciana Pires, advogada de Flávio Bolsonaro, ou seja, os rumos das investigações que envolvem os filhos e o próprio Bolsonaro, os resultados são controlados entre eles e escolhidos a dedo os seus responsáveis.

Essa realidade é a de um país que atualmente é um dos países que tem lidado com a pandemia de maneira mais negacionista, com as políticas de extrema direita assassinas de Bolsonaro e toda sua corja política. O judiciário não está por fora da correlação de forças e dos rumos reacionários que o Brasil vem tomando, muito pelo contrário, atuam favoravelmente a favor da família Bolsonaro.




Tópicos relacionados

Família Bolsonaro   /    rachadinha   /    Flavio Bolsonaro   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar