×
Rede Internacional

BOLSONARO NO RS | A motociata de Bolsonaro é uma afronta aos trabalhadores e jovens de Porto Alegre

Bolsonaro que está em viagem no Rio Grande do Sul irá fazer neste sábado, em Porto Alegre, mais um evento bizarro com seus apoiadores chamado de “motociata”. Esse ato em motos com o presidente já foi realizado anteriormente na capital de São Paulo, onde ele afirmou ter mais 1,3 milhão de pessoas, o que depois foi comprovado ser uma fake news já que câmeras de segurança contabilizaram um pouco mais de 6 mil pessoas, e fez seu velho discurso negacionista contra o uso de máscaras. A motociata de Bolsonaro em Porto Alegre será uma completa afronta a todos os trabalhadores da cidade que vem sofrendo com os ataques à crise sanitária no qual seu governo é totalmente responsável.

sexta-feira 9 de julho | Edição do dia

Foto: Alan Santos / PR / Divulgação / CP

Bolsonaro veio para o Rio Grande do Sul neste final de semana, onde irá se encontrar com empresários e seus apoiadores. Em mais um show de horrores, o presidente irá realizar uma motociata na capital gaúcha neste sábado (10). Em mais um evento com objetivos eleitorais para 2022. A motociata organizada por bolsonarista e motoclubes já teve seu trajeto divulgado e autorizado pela a Prefeitura do bolsonarista Sebastião Melo (MDB). A “motociata” irá passar pelas principais avenidas da cidade.

Motociata de Bolsonaro: negacionismo e fake news para apoiar ataques contra os trabalhadores

Segundo organizadores do evento, a expectativa é de reunir até 30 mil pessoas de moto. Mas como sabemos que o presidente e todos os seus apoiadores gostam de espalhar fake news pelos quatro cantos. Na motociata realizada em São Paulo, onde recebeu auxílio financeiro da prefeitura da capital, Bolsonaro afirmou que teve mais de 1 milhão de pessoas. Mas câmeras de segurança mostraram e contabilizaram um pouco mais de 6 mil pessoas, deixando claro o seu tremendo fracasso.

Essa manifestação de Bolsonaro é uma completa afronta a toda classe trabalhadora, a juventude, e os setores mais oprimidos de Porto Alegre. No meio de uma pandemia onde, já morreu mais de 500 mil pessoas em todo o país, o estado do Rio Grande do Sul ter sofrido nos últimos meses como os momentos mais graves da pandemia, com o sistema de saúde completamente colapsado, a extrema direita bolsonarista no estado fez inúmeras manifestações fúnebres em defesa do presidente e seus discursos negacionistas e de ódio.

Enquanto maior parte da classe trabalhadora sofre com a alta da inflação, a capital com a cesta básica mais cara do país, o desemprego e a miséria que vem sendo cada vez mais imposta, a presença de Bolsonaro e sua manifestação de “louvor” a esse governo assassino é um deboche descarado a toda nossa classe que vem sofrendo com a crise capitalista e os ataques impostos pelo o seu governo e pelos os golpistas.

No meio da crise no governo com os escândalos de corrupção envolvendo diretamente Bolsonaro que gerou uma enorme revolta e gerou fortes manifestações no dia 3 de junho, em Porto Alegre inclusive, Bolsonaro tenta fazer uma demonstração de força com esses atos reacionários. Repudiamos totalmente a presença de Bolsonaro em Porto Alegre assim como sua motociata. Os trabalhadores e a juventude devem seguir lutando contra seu governo genocida e todos os ataques que vêm sendo impostos como as privatizações, e as reformas. É preciso que as centrais sindicais convoquem uma greve geral, contruida desde as bases com assembleias nos locais de trabalho, se unificando com os estudantes, movimentos indígenas, lgbts, negro e de mulheres, para barrar os seus ataques. É preciso lutar pelo o fora Bolsonaro, e também pelo o fora Mourão e contra todo esse regime do golpe que descarrega a crise capitalista em cima das costas dos trabalhadores.

Veja o editorial do MRT: Greve geral para derrubar Bolsonaro, Mourão, os ataques e impor uma nova Constituinte




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias