MEDICINA DO CAPITAL/ MOVIMENTO MÉDICO/ MODELO BIOMÉDICO/DOENÇA DO CORONAVÍRUS /

A medicina, o médico e a luta de classes

Gilson Dantas

Brasília

segunda-feira 9 de novembro| Edição do dia

[Crédito de imagem: WWW.healthtexas.org]

Mês passado foi realizado o 1º Seminário Brasileiro de Educação Médica e Trabalho (SEBREMT).

Tratou-se de um evento online proposto pelo Grupo de Trabalho (GT) sobre Educação Médica do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) e a direção nacional dos Estudantes de Medicina [DENEM] e do Grupo de Educação Médica & Trabalho (GEMT).

Na mesa "Papel do médico na sociedade de classes" foi realizada uma exposição de 30 minutos, pelo dr Gilson Dantas, médico com pós-doutorado pela UnB, a respeito do tema A profissão médica, a medicina e a luta de classes.

Já sabemos de quanto o capitalismo exclui a classe trabalhadora do acesso à atenção médica e, sobretudo dos meios sociais e materiais para construir sua própria saúde, na prevenção. A opressão e a exploração do trabalho minam a saúde e a sobrevivência da classe trabalhadora e sua família.

Na palestra abaixo, o foco será a própria medicina, as profundas limitações e corrupção do sistema médico, pelo simples fato deste obedecer aos influxos e determinações do grande capital.

A palestra, de meia hora de duração [e mais os comentários a perguntas] procura localizar a profissão de médico e a própria medicina como lugares que somente podem ser compreendidos até o final quando adotamos uma visão da totalidade da sociedade capitalista, suas determinações e a luta de classes.

Caso lhe interesse, pode conferir no vídeo abaixo:




Tópicos relacionados

modelo biomédico   /    Crise do Coronavírus   /    Coronavírus   /    medicina social   /    medicina do capital

Comentários

Comentar