×

Risco de despejo | "A gente vai aguentar bomba porque não tem pra onde ir", diz morador do Acampamento Marielle Vive

Nesta terça-feira (23), o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu pela manutenção do despejo de mais de 450 famílias do acampamento Marielle Vive do MST na região de Valinhos. O Esquerda Diário esteve presente em assembleia nessa quarta, 24, levando solidariedade às famílias do acampamento e recebendo depoimentos dos moradores que querem expressar sua revolta.

quinta-feira 25 de novembro | Edição do dia

"Foi um choque a possibilidade de ter que sair. A resistência é nossa obrigação, na situação atual se a gente não resistir acabamos embaixo da ponte, a gente vai aguentar bomba porque não tem pra onde ir". J., morador do Acampamento Marielle Vive

M., Morador do Acampamento Marielle Vive, expressou sua indignação com o judiciário: "A gente não esperava essa decisão da lei, por esse governo que tá no comando a gente esperava mas não esperava que seria assim pela lei, mas vamos continuar lutando, não vamos desistir. Não vamos desistir, já enfrentamos várias lutas e vamos resistir nessa também".

Pode te interessar: TJ-SP mantém despejo do acampamento Marielle Vive em meio a pandemia e crise

"A gente esperava que a decisão fosse a favor da gente. O pessoal do judiciário, vieram aqui eles mesmo. Vamos ficar até o final, vamos resistir, vamos seguir na luta pela moradia e pela terra. Ou sai todo mundo ou não sai ninguém". J. e D., moradores do Acampamento Marielle Vive

Já M., cozinheira do Acampamento Marielle Vive relatou ao Esquerda Diário ""A cozinha comunitária é pra mais de 100 pessoas, a ciranda que atende 6 crianças pequenas... Tem moradores há 4 anos no local, são 250 famílias que usam a cozinha e se beneficiam dos alimentos".

Despejo na pandemia é crime .O Tribunal de Justiça de São Paulo quer mais trabalhadores com fome. Acampamento Marielle Vive Fica!

Nós do Esquerda Diário prestamos solidariedade às famílias que em plena crise podem ser despejadas e colocamos nossa força e nosso jornal à disposição dessa luta, na qual seguiremos juntos.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias