DITADURA MILITAR/ESQUERDA/ LUTA ARMADA/ GUERRILHA/ PT

A esquerda durante a ditadura militar de 64

Gilson Dantas

Brasília

sábado 10 de outubro| Edição do dia

Na Universidade de Brasília, no dia 24/9 passado, foi realizada a Semana Universitária, na qual foi tematizada, em palestra-debate, o papel da esquerda durante a ditadura militar.

Foi feita uma tentativa de mapeamento dos vários grupos que pegaram em armas contra ditadura militar, suas rupturas e fusões, sua estratégia, a partir da derrota que significou o golpe de 64, uma contrarrevolução sem resistência e que incluiu traição de parte do partido de esquerda com maior peso, o PCB stalinista.

No mundo, a efervescência da revolução cubana, da guerrilha no Vietnã, o triunfo da guerra popular prolongada na China, tudo confluía para o estímulo a um setor da juventude a tentar reeditar aquela estratégia guerrilheira nas condições nacionais.

O debate procurou focar no tema das várias estratégias adotadas pela esquerda anticapitalista no século XX, dentre elas a de Mao, Che, Giap e as peculiaridades de semelhante experiência no Brasil.

No debate, o foco foi o da discussão sobre que estratégia permite vencer e, ao mesmo tempo, se aquela estratégia guerrilheiro-foquista traduzia alguma preocupação com a centralidade do proletariado na revolução brasileira.

As respostas você pode conferir no vídeo abaixo, de 1h 40 minutos.




Tópicos relacionados

luta armada   /    guerrilha   /    Golpe militar   /    Ditadura militar   /    Esquerda

Comentários

Comentar