Mundo Operário

DENÚNCIAS AERONAUTAS

“A Latam está fazendo um terrorismo em toda categoria nos torturando emocionalmente e colocando em risco a segurança” denuncia funcionário

Frente as absurdas demissões e ataques que a empresa aérea LATAM esta impondo contra seus funcionários, nós do Esquerda Diário estamos recebendo e dando vazão as denuncias dos trabalhadores, que são quem realmente fazem o aeroporto funcionar e os aviões voarem, e estão vivendo um verdadeiro pesadelo, pressionados entre a ameaça da perda de emprego, dos cortes de direito e salários, num momento de crise econômica, encarecimento do custo de vida, desemprego e uma terrível pandemia que esta matando milhares. Já foram quase 2 mil aeroviários demitidos, e agora a LATAM ameaça demitir mais 2700 aeronautas, além de querer cortar salários.

quinta-feira 6 de agosto| Edição do dia

Reproduzimos abaixo uma das denúncias recebidas, e chamamos a todos trabalhadores que estiverem lendo e quiserem mandar suas denuncias, nesse momento de pandemia que vimos como os trabalhadores são os verdadeiros essenciais, precisam ser também os que definem como responder a crise.

“Olá boa noite. Sou tripulante da Latam há 10 anos me dedicando da melhor forma possível pois trabalho por amor. A empresa está se valendo da crise para realmente colocar todo o peso nas costas dos tripulantes. Todos os outros setores tiveram a chance de optar pela licença não remunerada para que não houvesse ônus financeiro por parte da empresa com demissões e apenas os tripulantes foram vetados desse benefício. Isso se deu únicamente por nós tripulantes não termos aceito uma forte redução salarial e com isso a empresa quer demitir 2700 tripulantes sem a opção da licença não remunerada. A Latam está fazendo um terrorismo em toda categoria nos torturando emocionalmente e colocando em risco a segurança dos passageiros nas aeronaves, principalmente em relação aos pilotos que sofrem ameaças constantes em relação a redução de salário e benefícios e são ameaçados em 700 demissões.

Queremos apenas que a empresa faça um acordo temporário de diminuição temporária de salário como as concorrentes Gol e Azul fizeram e que abram a opção de licença não remunerada que não tem nenhum custo para a empresa mas que evita demissões.

A empresa não está preocupada com a segurança nem com a qualidade do seu serviço pois trata de uma forma terrivel seus clientes internos que tanto batalharam para que a empresa tivesse o lucro milionário que teve em 2019
Muito obrigada. Haverá uma manifestação amanhã as 12 hrs no aeroporto de Guarulhos. Espero que vocês consigam dar voz aos nossos protestos.”

VEJAM OUTRAS DENÚNCIAS -
“Sou trip da LATAM e me sinto muito mal com a forma que a empresa trata seu funcionário. Uma empresa que só visa lucro” denuncia aeronauta

Aeronautas da Latam se encontram em momento decisivo. A empresa, após lucros bilionários dos últimos anos, usa a pandemia para deixar famílias nas ruas e retirar direitos e salários dos trabalhadores. Na noite da sexta-feira (31), por maioria de votos, a categoria negou uma intermediação do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) para a criação de uma futura proposta de alteração do modelo de remuneração.

Isso causaria a diminuição de salários de forma definitiva e representaria uma precarização da categoria. Justamente após a negativa, a empresa anunciou aos seus funcionários via e-mail corporativo que demitirá até 2700 trabalhadoras e trabalhadores. Inicialmente ocorrerá a abertura de PDV, com adesão até o dia 04 de agosto, e na seqüência se iniciam as demissões. Esse grande número se soma às mais de 2000 demissões e licenças não remuneradas já realizadas entre a categoria de aeroviários (que trabalham em terra) da companhia.

SAIBA MAIS - Latam Brasil: Mais 2700 famílias de aeronautas sem emprego

Frente a essa situação indignante esta sendo convocado umato para essa quinta-feira (06) em frente ao check-in da LATAM ao meio dia para denunciar e lutar contra esses ataques.




Tópicos relacionados

LATAM   /    Abaixo as demissões na Latam!   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar