×

Covid-19 | 9 Estados e DF decidiram reduzir intervalo entre doses da Pfizer e AstraZeneca

Ministério da Saúde estuda reduzir para 21 dias o intervalo entre as doses. A justificativa da medida é conter o avanço da variante delta.

terça-feira 27 de julho | Edição do dia

Um levantamento feito pelo Poder360 apontou que os Estados do Acre, Espírito Santo, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul e Santa Cataria, decidiram reduzir ou já reduziram o tempo de intervalo entre as doses das vacinas, além do Distrito Federal. Alguns Estados ainda esperam orientação do Ministério para aderir a medida.

A justificativa por parte dos governos e também do ministro da saúde que vê essa possibilidade, Marcelo Queiroga, é de conter o avanço da variante Delta que já possui centenas de casos de infecção em diversos Estados do país.

Contudo, pesquisadores da Universidade de Oxford apontam que a segunda dose da Pfizer deve ser tomada 8 semanas após a primeira dose, visto que é preciso um tempo mais longo devido a níveis de anticorpos neutralizantes duas vezes mais altos, inclusive considerando a variante delta da covid-19. Ou seja, é necessário um tempo maior para adquirir uma boa quantidade e qualidade de anticorpos dessa vacina. Caso contrário, o efeito da vacina será mais fraco e seu potencial limitado.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias