×
Rede Internacional

ATIVIDADE UFRGS E UFMG | 4 motivos para você assistir "ARTE E DITADURA: Tempos de Luta e Resistência"

LIVE: Dia 4 de maio, o CADi do Teatro UFRGS e a Representação Estudantil de Artes Visuais - UFMG, onde a Juventude Faísca está presente, convidam três artistas e pesquisadoras para debatermos Arte e Ditadura Tempos de Luta e Resistência. Veja alguns dos motivos para estar presente no evento:

Júlia SantanaRepresentante Estudantil do curso de Artes Visuais na UFMG e militante da Faísca Revolucionária

domingo 2 de maio | Edição do dia

1- Diferentes épocas para pensar o presente

A ditadura militar no Brasil, que neste ano completou 57 anos do seu início, foi um período marcado pela perseguição a sindicatos e entidades estudantis, censura às artes, prisões, torturas e assassinatos. Porém, também por fortes levantes operários, pela luta por reforma agrária dos camponeses e pela organização dos estudantes.

As produções artísticas, foram um dos campos que mais assumiu a ruptura e transgressão como ideal, tanto estética quanto comportamental. Era alvo de diversas censuras por esse caráter de subversão e denúncia da realidade. Retomar a história e refletir quais heranças da ditadura perduram hoje assim como a arte enquanto parte da contestação da realidade é muito importante para pensar os desafios de hoje.

2- É preciso lutar contra a Lei de Segurança Nacional

A Lei de Segurança Nacional é um dos autoritários resquícios da Ditadura Militar Brasileira. Promulgada em 1983, pelo último dos militares que presidiu o país, ela seguiu presente na constituição de 88 até hoje, permitindo interpretações “ao gosto do leitor”, e virando instrumento de perseguição contra opositores do governo.

Com o avanço do autoritarismo do regime brasileiro desde o golpe de 2016 e seu aprofundamento no governo Bolsonaro e Mourão, vemos a escalada no uso da Lei de Segurança Nacional, criada para reprimir e perseguir opositores. Além disso, cresce os casos de censura e criminalização a artistas. Devemos resgatar o que há de mais combativo e disruptivo nas histórias dos artistas que não se deixaram calar e levemos o seu forte legado de luta à frente.

3- Porque contará com a presença de três professoras, artistas e pesquisadoras

A atividade contará com mediação de Giovanna Pozzi, colaboradora do Esquerda Diário, representante do CA de teatro da UFRGS e militante da Faísca Revolucionária.

Ela vai trazer pra nós o debate com as professoras:

Juliana Wolkmer - Atriz, professora e pesquisadora; doutoranda e mestre em Artes Cênicas UFRGS; especialista em Pedagogia da Arte e graduada em Teatro e História; impulsionadora do canal "História do Teatro"

Anna Karina - Professora da EBA-UFMG, mestre em Artes e doutora em Comunicação Social; pesquisa sobre a potência poética e política do vestígio nos domínios da fotografia e do cinema; co-editora da revista Devires - Cinema e Humanidades

E Luciana Prass - Violonista, etnomusicóloga e professora da UFRGS; mestre e doutora em música pela UFRGS; pesquisadora de práticas musicais afro-descendentes no RS; e vice-presidenta da Associação Brasileira de Etnomusicologia (ABET).

4- Pela memória da luta contra a extrema direita e as heranças da ditadura

Bolsonaro e seu governo de extrema direita, além dos militares, convocaram várias vezes a "comemorar" o nefasto golpe militar de 1964. Recentemente Mourão, o vice-presidente, comemorou o golpe e levou adiante a falsa narrativa militar da “revolução de 64” onde trariam democracia e ordem para um país desordenado. Não só devemos repudiar essas celebrações absurdas como resgatar a história do massacre que significou esse período. Investigar as heranças desse golpe de classe da burguesia contra as massas trabalhadoras que atuam nos dias de hoje, como a já citada Lei de Segurança Nacional. Tudo isso resgatando os bravos exemplos do passado e pensando como no atual reacionário governo podemos organizar nossa luta e reafirmar e relocalizar o papel da arte.

Não esquecemos nem perdoamos.

Nos vemos todes nessa mesa de debate na próxima terça-feira, dia 04/05, às 18h, no canal do YouTube "Descurso das Artes".

Confirme presença no evento e receba o link em breve: https://fb.me/e/2kDsktpCZ




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias