×

FORA BOLSONARO E MOURÃO | 3J: Cadê o DCE da UFF mobilizando os estudantes?

Com ato para acontecer neste sábado(3) contra Bolsonaro após diversas denúncias de corrupção, uma crise aberta no governo e alta de mortes por covid, o DCE da UFF desde o ato do dia 19J, faz tímida mobilização com postagens pontuais no instagram e nem uma palavra sobre o próximo ato. Precisamos de uma assembleia geral da UFF, nos cursos e um bloco unitário na UFF por Fora Bolsonaro e Mourão!

Calvin de OliveiraEstudante de Geografia da UFF - Niterói

Faísca - UFF@faiscarevolucionaria

sexta-feira 2 de julho | Edição do dia

19J no Centro do Rio: Pedro Rocha/Sintufrj

Se viu uma tímida aparição do DCE da UFF no ato do dia 19, o que se reflete em suas redes oficiais, com nenhum tipo de cobertura dos atos. Ainda que seus integrantes possam ter feito falas como Diretório e comparecido de maneira independente ao Centro do Rio, pode se dizer que se negaram a construir decididamente o ato.

Nesse próximo dia 3 precisamos demonstrar com ainda mais força nossa insatisfação nas ruas contra esse governo de Bolsonaro e Mourão que nos ataca com retirada de direitos, como a PL 490, a privatização da Eletrobras, é responsavel pelas 500 mil mortos e por boa parte da população estar com fome. É hora de dizer basta!

Com a crise aberta neste último fim de semana no governo Bolsonaro: as acusações dos Irmãos Miranda e a propina no pedido de Astrazeneca, a pergunta que ficou foi se Bolsonaro vai cair? Respondemos que para todos aqueles que querem tirar um governo corretamente chamado de genocida e corrupto, a força da nossa mobilização colocando milhares nas ruas como fizemos em 2019 abrindo o tsunami da educação é a única alternativa. Devíamos estar fazendo assembleias de base em todos os cursos da UFF e por todo o país para os estudantes serem sujeitos de amplificar a mobilização dos últimos atos.


Ato da UFF em Niterói em 2019

Retomar quando os estudantes da nossa universidade abriram o caminho para jovens por todo o país lutarem contra Bolsonaro, é fundamental. Naquele momento realizamos assembleias de mais 400 pessoas na UFF, junto com assembleias em cada curso e passagens em sala, tentando convencer e mobilizar cada estudante da necessidade de ir às ruas em Niterói e depois no Rio de Janeiro para impedir os cortes de Weintraub e Bolsonaro. Esse movimento que o DCE da UFF(e que a Oposição de Esquerda) hoje se nega a fazer: Mobilizar os estudantes desde as bases saindo unificadas como estudantes da UFF em defesa da sua universidade, que pode fechar em setembro, contra Bolsonaro e Mourão. Por mais que o movimento tenha sido derrotado, cada curso tinha seu próprio bloco, um sentido de auto-organização que hoje inexiste, mas por que?

Uma perspectiva que espera passivamente 2022

A gestão do DCE da UFF, é composta pelo PCdoB, PT e Levante Popular, que também na UERJ não movimentou seu DCE na mobilização contra Bolsonaro. Buscam nas universidades onde dirigem, dar aos atos um sentido de desgastar Bolsonaro e fortalecer a posição de Lula em 2022, enquanto ainda falta mais de 1 ano para as eleições. Na assembleia geral realizada antes do 29M, dando destaque a falsos aliados, deu mais voz para o Reitor - esse que comemora a demissão de terceirizados e impede os estudantes de entrarem na universidade, que para os estudantes. Em assembleia da APG chamou a vereadora do PCdoB que votou a favor da reforma da previdência em Niterói.

Opinião: Afinal, o PT quer derrubar Bolsonaro

A posição de não construírem os atos nos cursos e na universidade têm um caráter claramente eleitoral e não de potencialização da nossa força e massificação dos atos para derrubar Bolsonaro e Mourão com as forças das ruas. Apostam no impeachment que agora ganha mais peso, mas que é uma medida que fortalece Arthur Lira, aliado de Bolsonaro e do projeto bolsonarista, que ainda que aceite o pedido, representa Mourão na presidência, com Lira fortalecido com a manutenção de todos os ataques que passaram nos últimos tempos, como a reforma da previdência e trabalhista, além dos cortes na educação e privatizações.

PCdoB e PT também dirigem as centrais sindicais, CUT e CTB. O que seria a potência para derrubar Bolsonaro e Mourão se junto os estudantes saíssem em apoio aos trabalhadores em uma Greve Geral, parando o país como os indígenas vem fazendo e conseguiram adiar o Marco Temporal para agosto?

Ao mesmo tempo, as entidades dirigidas pelo PSOL, pela UP e PCB na UFF não vem dando exemplo construindo nos cursos com assembleias o dia 3 e fazendo uma exigência para o DCE por uma assembleia geral. Isso porque nacionalmente estiveram juntos na entrega do super-impeachment junto a Kim Kataguiri, Joice Hasselman e outros que realizaram o golpe institucional em 2016, apoiaram a prisão arbitrária de Lula e a eleição de Bolsonaro. É marcante o tweet do presidente do PSOL, chamando Kataguiri aos atos. Não é a unidade com essas figuras nefastas da direita que necessitamos, mas da juventude com os trabalhadores a partir de cada local de trabalho e estudo. Dessa forma, a live chamada de assembleia “Povo na rua fora Bolsonaro” em que os estudantes mal podem se expressar, não pode substituir as assembleias de base.

Por isso nós da Juventude faísca e do MRT fizemos um chamado a esquerda (ou como no movimento estudantil é chamada, Oposição de Esquerda), para conformar um comitê nacional pela greve geral, que fortaleça a exigência ao PT e PCdoB de parar o país contra Bolsonaro e mostrar a força dos estudantes junto com a classe trabalhadora nas ruas, não esperando 2022 e apresentando outra alternativa política.

Estaremos no ato do dia 3 com todas as forças, por uma Greve Geral para derrubar Bolsonaro, Mourão e todos os ataques e impor uma nova Constituinte. Lutamos por uma universidade à serviço da classe trabalhadora e um governo de trabalhadores em ruptura com o capitalismo, mas frente à CPI e ao impeachment que no fim fortalecem o Congresso, levantamos a necessidade de uma Constituinte Livre e Soberana, imposta pela nossa luta, que possa ser um instrumento para debater o conjunto do regime, Bolsonaro, Mourão, Lira e os interesses dos capitalistas.

Se quiser se juntar ao nosso bloco ou discutir melhor nossas ideias, manda uma mensagem: Calvin - 21988715662.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias