33 dos 45 candidatos a vereador apoiados por Bolsonaro foram derrotados nas urnas

segunda-feira 16 de novembro| Edição do dia

Bolsonaro apoiou e fez campanha abertamente para 45 candidatos a vereador em diversas cidades do país. Desse total, ao menos 33 não conseguiram se eleger neste domingo (15).

Da lista de 13 prefeitos que contaram com o apoio de Bolsonaro, apenas dois foram eleitos, ambos em cidades do interior – Mão Santa (DEM), em Parnaíba, no Piauí, e Gustavo Nunes (PSL), em Ipatinga (MG).

Os principais nomes que foram abertamente apoiados por Bolsonaro foram Celso Russomano (Republicanos), em São Paulo, Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio, e Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte. Desses, só Crivella conseguiu ir para o segundo turno, mas já inicia essa nova etapa em desvantagem devido a sua enorme rejeição.

Na campanha suplementar para o Senado em Mato Grosso, sua candidata, Coronel Fernanda (Patriota), também perdeu. O Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho de Jair Bolsonaro, conseguiu se reeleger, mas perdeu cerca de 35 mil votos em relação a 2016.

Bolsonaro, que já sofre com a derrota de ver seu herói Donald Trump ser derrotado por Joe Biden nos EUA, chegou a apagar um tuíte de apoio a Russomano e Crivella, candidatos bolsonaristas à prefeitura de São Paulo e Rio de Janeiro.

Leia mais: Candidatos bolsonaristas passam vergonha nas eleições.




Tópicos relacionados

Celso Russomano    /    Eleições municipais 2020   /    Marcelo Crivella   /    Jair Bolsonaro

Comentários

Comentar