×

Ataque ao direito à moradia | 100 famílias são despejadas em BH pela guarda municipal a mando de Kalil

A Prefeitura de Belo Horizonte realizou o despejo de 100 famílias da Ocupação Vila Maria no bairro Betânia. A ação que é inconstitucional, visto que foi aprovado lei que proíbe o despejo na pandemia, contou com a atuação truculenta da guarda municipal sem que houvesse ordem judicial.

Gabriel RodriguesEstudante de Medicina da UEMG

quarta-feira 19 de janeiro | Edição do dia

A ação da prefeitura ocorreu na segunda-feira (17) e contou com o uso repressivo da guarda municipal que estava fortemente armada para despejar famílias que agora não possuem nenhum lugar para morar.

Foram 100 famílias despejadas da Ocupação Vila Maria, que fica no bairro Betânia na região do Anel Rodoviário. Além dessas famílias que já foram despejadas, outras três foram notificadas para sair em até 30 dias.

A ação da prefeitura comandada por Kalil ocorreu sem ordem judicial, de forma puramente administrativa. Além disso, o despejo é inconstitucional, visto que foi aprovado no Congresso Nacional a lei do Despejo Zero, que proíbe durante a pandemia desocupações ou remoções forçadas coletivas em imóvel privado ou público.

Neste período com fortes chuvas em que a população pobre que sofre com os desastres causado pela falta de um planejamento racional, Alexandre Kalil mostra que sua prioridade está longe de ser os trabalhadores e a população pobre, mas sim os capitalistas que lucram com a especulação imobiliária.

Despejos como esses praticados pela prefeitura de Belo Horizonte são ataques dos prefeitos e governadores ao direito à moradia. Mesmo durante a crise sanitária esses governadores que demagogicamente diziam estar combatendo a pandemia, realizaram diversos despejos, escancarando a barbárie do sistema capitalista.

Em defesa do direito à moradia para todos, não se pode confiar no judiciário racista, em governadores demagógicos como Kalil e em nenhuma instituição desse regime, que mesmo aprovando lei do Despejo Zero, não garante sua aplicação para atender os interesses de capitalistas. Somente os trabalhadores junto aos movimentos sociais podem dar uma respostas em defesa da moradia, em luta por uma reforma urbana radical com a desapropriação de grandes imóveis que ataque a especulação imobiliária e o lucro do capitalistas.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias